quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Dreams - Part. 21

Postado por @slaysdrauhl às 15:47
Reações: 

Eu: [SeuNome] você aceita ser minha namorada? – perguntei sorrindo de lado enquanto abria a caixinha.


[SeuNome]: Eu andei pensando sobre o assunto e... – falou ela e parou.
            Já se passavam coisas negativas em minha mente.
[SeuNome]: Eu não sei mais viver sem você – conclui ela – O que eu mais quero é ser sua namorada.
            Sorri de ponta a ponta e peguei a mão dela colocando a aliança em seu dedo e logo em seguida beijando-o, puxei-a pra mais perto e beijei-a novamente calmamente e apaixonante. Sonhei tanto com esse dia e agora ela finalmente vai me pertencer, hoje vai ser marcado como o melhor dia de todo minha vida.
(JustinOFF)

            Enquanto me virei para sorrir pro Den escutei a porta do carro do Justin se fechando, me virei e ele estava lá dentro com uma cara de furioso. Entrei dentro do carro também e olhei pra ele séria.
Eu: Qual é o seu problema? – perguntei ainda séria.
Justin: O seu amiguinho ali – respondeu ele emburrado apontando com a cabeça para o Den. 
Eu: Você é burro ou se finge? - perguntei e logo em seguida respirei fundo.
Justin: Talvez eu seja burro mesmo, aliás, esse Denyel... – começou ele e antes que ele terminasse eu o beijei.
            Coloquei uma das minhas mãos em seu rosto pressionando mais os nossos lábios, ele não reagiu na hora mais logo começou a retribuir meu beijo. Ele envolveu minha cintura e me puxou mais contra seu corpo, nossas línguas trabalhavam em conjunto sem atrapalhar uma a outra. Calafrios imensos percorriam meu corpo e eu não conseguia pensar em mais nada a não ser nos beijos, nos toques e na necessidade que eu sinto por ele.
            Ficamos nos beijando até todo o nosso ar esgotar e encerramos o beijo com selinhos, o Justin acariciou meu rosto e fechei meus olhos ao seu toque e assim que abri me deparei com o Justin sorrindo feito um bobo. Ficamos sorrindo um pro outro durante um tempo.
Eu: Para com esse ciúme bobo – sussurrei sorrindo e ainda com pouco fôlego – Foi você quem eu escolhi então não precisa ficar inseguro, não quero mais ninguém além de você, é você quem eu amo.
            Talvez aquela tenha sido a melhor coisa que eu já disse em toda a minha vida, ele me dá a confiança de dizer o que eu sinto e penso. Ele sorria bobo assim que eu falei e eu sorria junto com ele o selei e ele logo me puxou para um beijo intenso.
Justin: Então... Já tem a resposta pro meu pedido? – perguntou ele assim que encerrou o beijo.
Eu: Qual era o pedido mesmo? – perguntei sorrindo e me afastando.
            Ele levou sua mão até o bolso esquerdo de sua calça e tirou uma caixinha aveludada, fiquei impressionada e logo sorri boba seguida de uma leve mordida em meu lábio inferior. Nem acreditava que ele havia comprado uma aliança de compromisso pra mim, ele me olhava de um modo encantador.
Justin: Quer namorar comigo [SeuNome] ? – perguntou ele sorrindo de lado abrindo a caixinha.
            Fiquei vidrada na aliança, ela era a coisa mais linda desse mundo.


(Foi a mais bonita que eu achei para compromisso)

Eu: Eu andei pensando sobre o assunto e... – falei e parei, pois ainda não acreditava no que estava acontecendo.
            Coisas passaram na minha mente, lembrei de quando ele se declarou pra mim e todos os momentos maravilhosos que passamos há tão pouco tempo. Não importa se é cedo demais, porque o amor que eu sinto por ele deve vir de gerações e eu não posso impedir e enganar meus sentimentos. Talvez essa seja à hora de jogar tudo para o alto e viver como se não houvesse o amanhã, pensar apenas nesse hoje que pode ser o melhor e o inicio dos melhores dias da minha vida.
Eu: Eu não sei mais viver sem você – conclui de uma só vez – O que eu mais quero é ser sua namorada.
       Respirei aliviada assim que disse isso, ele abriu um sorriso imenso e logo depois pegou minha mão colocando a aliança em meu dedo em seguida beijando-a. Ele me puxou mais pra perto e me beijou, o beijo foi o mais calmo e apaixonado possível era como se eu não estivesse mais em meu normal. Ele chegava a ser um sonho pra mim, não acreditava que ele me pertencia agora. Ficamos nos beijando e assim que paramos eu o convidei para entrar na minha casa novamente, entramos e ficamos assistindo filme enquanto comíamos pipoca e tomávamos refrigerante, nos beijamos a maior parte do tempo e eu fiquei fazendo cafuné na cabeça do Justin.

Continua... ( Tooh super triste com vocês =( Cadê os comentários?! Me abandonaram de vez é?! Eu fico me preocupando com o que vocês estão achando e se vocês não comentam eu penso que não estão gostando aí eu num consigo ter idéias para as postagens ;S Comentem mais amoores, naum me abandonem se num eu paro de vez #bubu! Bjustin e até mais )

2 comentários:

Anônimo disse...

Muito meloso, mas os outros capitulos estão ótimos

Anônimo disse...

awm ta muuuuuito perfeito, leitora nova, k (:

Postar um comentário

Ei, que tal deixar um comentário na história? Não dói e faz bem ao coração do autor :)

 

* Only Imagine Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos