quinta-feira, 29 de março de 2012

Dreams - Part. 70

Postado por @slaysdrauhl às 21:19
Reações: 
49 comentários
Levantei minha cabeça um pouco para ver se ele ainda estava acordado e ele não estava, sorri boba vendo quão fofo o meu Jay é dormindo depois me deitei novamente e me concentrei fechando meus olhos. Não demorou muito e eu acabei dormindo também.

            Acordei e o Justin não estava mais deitado, me levantei indo direto para o banheiro e me olhei no espelho. Joguei meu cabelo para trás e olhei meu pescoço para ver se não havia nenhuma marca, estava tudo normal dessa vez. Fechei a porta do banheiro e tirei minha roupa seguidamente tomando um banho para me manter acordada. Assim que terminei de tomar banho, me vesti e me deitei na cama para assistir um pouco de TV, estava passando iCarly e eu fiquei assistindo durante um tempo.
Justin: Bom dia bebê – falou ele abrindo a porta e depois saindo novamente.
Eu: Bom dia – respondi e fiquei olhando para ver o que ele estava fazendo.
Justin: Espero que esteja com fome – falou ele entrando com uma bandeja de café da manhã nas mãos.
Eu: Ah Justin – falei jogando meu cabelo para o lado enquanto sorria de lado – Não precisava.
Justin: Claro que precisava – falou ele colocando a bandeija na cama e sentando do meu lado enquanto olhava fundo nos meus olhos.
Eu: Se ficar me olhando assim eu vou ficar com vergonha – sussurrei abaixando meu rosto.
Justin: Eu estava apenas reparando no quanto a minha namorada é linda – falou ele erguendo minha cabeça e olhando em meus olhos – Você é perfeita.
Eu: Niguém é perfeito Bieber – falei sorrindo de lado e ele sorriu pelo nariz.
Justin: Então eu acho que você é uma excessão – falou ele sorrindo e depois selando seus lábios aos meus.
Eu: Assim eu vou ficar mal acostumada – falei fazendo-o sorrir.
Justin: Vai nada bebê – falou ele encostando sua testa na minha – Ah e sobre ontem... – começou ele  e eu o interrompi.
Eu: Ah Justin – falei timida me afastando dele e escondendo meu rosto em um travesseiro.
Justin: Eu estou brincando – falou ele me puxando para perto novamente e tirando o travesseiro do meu rosto – Eu estava brincando bobona – falou ele sorrindo enquanto eu sentia minhas bochechas queimarem ainda mais.
            Era impossivel evitar, ele era bem saidinho e eu já era mais reservada mais discreta e quando ele começava com seu assanhamento acabava me deixando completamente sem jeito. Começamos a tomar o café da manhã maravilhoso que ele preparou e ele ficava brincando com a comida.
Justin: Vem aqui deixa eu por essa ultima uva na sua boca – falou ele me puxando.
Eu: Cadê Justin? – perguntei depois de ficar esperando ele por a uva na minha boca feito uma idiota.
Justin: Agora é sério, abre de novo – falou ele sorrindo.
Eu: Tá bom – falei abrindo novamente e ele jogou uma colher cheia de açucar na minha boca – Justin – sibilei limpando minha boca e comendo o açucar que estava dentro dela.
            Ele rolava de rir enquanto eu o encarava séria esperando-o se desculpar.
Eu: Ah também você não vai dar mais nada na minha boca – falei fitando-o séria e ele me olhou com um sorriso malicioso.
Justin: Nem uns beijinhos? – perguntou ele com um sorriso perverso.
Eu: N-A-D-A – falei lentamente e seus olhos acompanharam os movimentos dos meus lábios.
Justin: Aí é maldade – falou ele fazendo um biquinho – Por quê eu sempre tenho que fazer por mal? – perguntou ele e me puxou deitando em cima de mim e prentendo meus braços.
Eu: Me solta menino – falei me debatendo enquanto ele tentava me beijar – Você não vai conseguir.
Justin: Eu sempre consigo – falou ele com um sorriso malicioso e minhas bochechas começaram a queimar novamente.
            Ele chegou seus lábios nos meus selando-os suavemente e pedindo passagem com sua lingua, concedi e logo nossas linguas brincavam travessas nos deixando completamente envolvidos pelo momento. Encerramos o beijo por falta de ar e ele sorriu vitorioso.
Justin:  Beijo doce – falou ele num tom ironico.
Eu: Acho que é por causa do açucar né – falei ironica e ele sorriu de lado.
            Ficamos no quarto durante um tempo e de tarde descemos para almoçar, depois ficamos todos na varando conversando até escurecer. Mais tarde como sempre assistimos alguns filmes e depois fomos dormir.
Uma semana depois...
            Já estávamos a caminho de casa, enfim eu mataria a saudade da minha mãe e semana que vem começam as aulas novamente. O tempo que passamos na xacará foi muito relaxante e os melhores da minha vida, eu e o Justin tivemos relações mais duas vezes antes de virmos embora e como sempre ele que começava com as perversões pro meu lado. Estávamos  no carro dele apenas nós dois enquanto cantavamos as músicas que passavam e ficavamos mexendo com as pessoas que passavam.
Eu: Justin se liga na direção – sibilei quando o vi olhando minhas coxas.
Justin: Ah claro – falou ele sem jeito e eu sorri de lado.
            Como ele conseguia ser tão pervertido?! As vezes me assustava, porque antes ele era tão mais calma.
Eu: Não sabia que você era desse jeito senhor Bieber – falei erguendo uma sobrancelha enquanto olhava pela janela.
Justin: Eu sou homem (SeuNome), as vezes é dificil para mim ver a namorada que eu tenho e permanecer um santo – falou ele sorrindo de lado e eu o fitei assustada.
Eu: Acho que da para disfarçar melhor né? – perguntei e ele me olhou com um sorriso malicioso.
Justin: Dá sim, mas é que eu gosto de ver você timida – assumiu ele e depois soltou uma gargalhada suave.
Eu: Ai Justin, mas você não presta mesmo hein – falei dando um leve tapa em seu ombro.
Justin: E mesmo assim você me ama – falou ele convencido com um sorriso vitorioso.
Eu: Amo mesmo – falei fitando-o com uma das sobrancelhas erguidas e ele sorriu.
Justin: Eu te amo mais – falou ele parando por causa do sinal fechado.
Eu: Ah sei lá, só sei que eu te amo muito – falei sorrindo e ele selou seus lábios aos meus.
            Ele levou uma de suas mãos até minhas pernas e apertou forte a minha coxa seguidamente dando uma leve mordida no meu lábio inferior, me assustei com os carros buzinando.
Eu: Ei, o sinal abriu – sussurrei encerrando o beijo e me sentando corretamente.
Justin: É mesmo – falou ele ligando o carro de novo – Relaxa aí – gritou ele para os motoristas de trás colando o braço na janela e aumentando o som.
            Continuamos a viagem tranquilamente e chegamos na frente da escola de tarde, ficamos lá durante um tempo conversando e depois nos despedimos indo para nossas casas. Viemos eu, o Justin, o Adam, o Chris e a Jullie no mesmo carro já que a Jullie e o Adam moram perto da minha casa e o Chris está na casa deles.
Jullie: Depois eu vou ai na sua casa – falou ela enquanto abriamos a porta e saímos do carro.
Eu: Vou ficar te esperando – falei sorrindo de lado.
Adam: Até depois marrentinha, valeu pela carona bro – falou ele e os dois fizeram um toque.
Chris: Tchau (SeuNome), valeu pela carona Justin – falou ele com um sorriso forçado.
Eu: Tchauzinho gente – falei sorrindo enquanto eles iam andando.
Justin: Contou para sua mãe sobre nós? – perguntou ele entrelaçando seus dedos aos meus e andando ao meu lado.
Eu: Vai ser surpresa – falei sorrindo e olhando-o durante um tempo.
Justin: Ela gosta de surpresas? – perguntou ele me olhando e sorrindo.
Eu: Vai ter que gostar – falei fazendo-o sorrir.
            Mal chegamos na porta de casa e a minha mãe abriu a porta me abraçando forte, acho que ela nem notou a presença do Justin.
Mãe: Aí que saudade – falou ela me apertando ainda mais me tirando todo o folego.
Eu: Mãe a senhora vai me matar – murmurei tentando respirar.
Mãe: Ah perdão – falou ela me soltando e abrindo um sorriso imenso ao ver quem estava ao meu lado – Vocês... Sabe... Vocês... – começou ela mais não saiu nada.
Justin: Estamos namorando novamente – falou ele me abraçando de lado.
Mãe: Que maravilha – falou ela sorrindo e me olhando – Vamos entrar – falou ela abrindo  a porta.
            Entramos e ela preparou um café fresquinho para o Justin, ficamos conversando sobre como foi a viagem  e foi ficando tarde e deu a hora do Justin ir para casa.
Justin: Eu vou ter que dormir sozinho – falou ele fazendo um biquinho.
Eu: Tadinho – falei enquanto acompanhava ele até o carro.
Justin: Amanhã eu vou ter que ir ver com o treinador quando vão começar os treinos – falou ele virando de frente para mim – Então eu não sei que horas vou passar aqui pra te ver – concluiu ele passando a mão levemente em meu rosto.
Eu: Sem problema Jay – falei sorrindo forçada, na verdade era um pequeno problema.
Justin: Mas eu prometo que assim que eu terminar eu venho aqui ver você – falou ele sorrindo e selou seus lábios aos meus – Tchau bebê, tenha uma boa noite.
Eu: Tenha uma boa noite também – falei enquanto ele entrava no carro.
            Ele deu tchau e eu retribui e depois fui andando lentamente até em casa.
XX: (SEUNOME) – gritou alguém e eu logo reconheci aquela voz, era o Denyel.
Eu: Oi Den – falei me virando e ele veio em minha direção com um grande sorriso estampado em sua boca.
Den: Quanto tempo – falou ele encostando do meu lado e me dando um abraço rápido – Como foi a viagem?
Eu: Foi bem legal – falei meia tensa com a forma que ele estava agindo.
Den: Vi que você e o Justin voltaram – falou ele e seu sorriso foi bem forçado.
Eu: É – murmurei fitando-o enquanto ele permaneceu calado durante um tempo.
Den: Legal - falou ele me olhando durante um tempo
Eu: É sim - murmurei olhando para o chão e depois olhando para ele.
Den: Que bom que voltou nos vemos outro dia, até mais (SeuNome) – falou ele sorrindo e andando lentamente até a casa dele.
Eu: Até mais Deny – sussurrei e acho que ele nem escutou.
            Fui até em casa e entrei me deparando com a sala vazia, escutei a televisão do quarto da minha mãe e subi para o meu quarto. Procurei algo para vestir e coloquei-a sobre a cama e depois fui tomar um banho, coloquei meu pijama e depois fui levar as roupas que usei na viagem para lavar. Coloquei-as dentro da maquina e depois fui até o quarto da minha mãe vê se ela ainda estava acordada, ela dormia e eu fechei a porta devagar para não acordá-la.
Mãe: (SeuNome)? – chamou ela suavemente e eu voltei para ver o que ela queria – O que foi?
Eu: Nada não mãe só vim ver se a senhora estava acordada – falei sorrindo.
Mãe: Ah sim – falou ela sonolenta.
Eu: Volta a dormir mãe, amanhã a nos falamos – falei indo até ela e depositando um beijo eu sua testa.
Mãe: Boa noite filha – sussurrou ela fechando os olhos.
Eu: Boa noite mãe – falei desligando a TV e depois apagando a luz.
            Apaguei a luz e saí do quarto deixando-a dormindo, fui para o meu quarto e me deitei para dormir. Fiquei pensando durante mais um tempo e como eu estava exausta logo peguei no sono.
---------------------------------------------------------------------------------------------
POSTADO SONHADORAS ! Ei, que bom que vocês gostaram da parte hot LOL Fico muito feliz que estejam gostando da Fanfic e muito obrigada mesmo pelos comentários maravilhosos e inspirantes que vocês me mandam. Eu realmente amo muito vocês minhas dreamers s2 Espero que gostem desse capitulo e comentem muito ;* Vamos ver na meta de 20 comentários mesmo assim dá tempo para eu ir adiantando capítulos aí fica melhor e não atrasa as postagens :) Tenham uma ótima leitura e até a próxima postagem 2bjs. 

- Respondendo comentários do cap. 69...

@thataloppes Ei amor, SEJA SUPER BEM VINDA HEIN fico feliz que tenha gostado do #IB e espero que fique aqui em todas as postagens colorindo o blog :) Muito obrigada mesmo amor e eu vou divulgar seu blog aqui e quando eu tiver um tempinho dou uma passadinha lá e leio o seu #IB :D Pode deixar ! 

20 Comentários... 

domingo, 25 de março de 2012

Dreams - Part. 69

Postado por @slaysdrauhl às 17:09
Reações: 
23 comentários
Fiquei brincando com os cabelos dela novamente e depois de um tempo meu sono foi chegando e me tomando aos poucos até que tudo escureceu.
(JustinOFF)

            Acordei e o Justin ainda estava dormindo, me levantei e fui até o banheiro tomar um banho para ficar acordada. Depois que terminei, me vesti e desci para pegar alguma coisa para comer e depois voltar para o quarto.
Britney: Bom dia gatinha – falou ela sorrindo quando eu entrei na cozinha.
Eu: Bom dia – falei sorrindo de lado, eu ainda estava com um pouco de sono.
            Fui até a geladeira e peguei uma jarra de suco e algumas coisas para fazer um sanduiche, me sentei na mesa junto com a Britney e fiz meu sanduiche.
Britney: Como anda o namoro? – perguntou ela quebrando o silencio.
Eu: Ótimo e o seu? – falei e depois mordi meu sanduiche novamente.
 Britney: Ótimo também, sabe eu nunca pensei que arrumaria um namorado tão maravilhoso – falou ela sorrindo boba e eu sorri de lado.
Eu: É o Matt é bem legal – falei e ela sorriu de lado.
            Ficamos conversando durante um tempo e depois o Matt chamou ela para dar uma volta e eu terminei de comer meu lanche, subi para escovar meus dentes e o Justin já não estava mais na cama.
Eu: Jay? – chamei mais parecia não haver ninguém ali.
            Fui até o banheiro e escovei meus dentes depois fui assistir um pouco de televisão, após um tempo assistindo iCarly e me divertindo com as palhaçadas da Sam eu descidi ligar para minha mãe.
(LigaçãoON)
Mãe: Alô – falou ela assim que atendeu o telefone e estava um barulho imenso.
Eu: Mãe? –falei para ver se ela podia me ouvir.
Mãe: Oi filha – falou ela e eu respirei aliviada.
Eu: Tudo bem por aí? – perguntei enquanto mudava de canal.
Mãe: Tudo sim amor e por aí? – perguntou ela e o barulho estava atrapalhando muito.
Eu: Está tudo bem aqui – respondi falando alto para que ela podesse me ouvir melhor.
Mãe: Queria eu estou meia ocupada agora, me liga depois para podermos conversar melhor – prôpos ela.
Eu: Pode ser mãe – respondi sorrindo de lado.
Mãe: Eu te amo filha –
Eu: Também te amo mãe – falei respirando fundo e depois desliguei.
(LigaçãoOFF)
            Eu já estava morrendo de saudades dela e na maior ansiedade de lhe contar sobre o reatamento do meu namoro, fiquei assistindo TV mais um pouco e depois mexi no meu notebook durante um tempo.
Jullie: Ei, vamos dar uma volta – chamou ela entre-abrindo a porta.
Eu: Ah claro – falei fechando o computador e me levantando.
            Descemos e os meninos estavam jogando video game, fui até o Justin dar um beijo nele e avisar que iria sair com a Jullie e depois saímos para andar e respirar um ar fresco.
Jullie: A Selena foi embora – falou ela quebrando o silêncio.
Eu: Aleluia – rebati e ela sorriu.       
Jullie: (SeuNome) posso te fazer uma pergunta? Prometo me responder com sinceridade? – falou ela e parecia tensa.
Eu: Claro que sim Juh – falei olhando-a brevimente.
Jullie: Você acha que o Adam é o cara certo para mim? – perguntou ela enquanto fitava o chão.
Eu: Acho sim, por quê? – perguntei confusa.
Jullie: E você acha que eu sou a garota certa para ele? – perguntou ela olhando em meus olhos.
Eu: Ei, você dois estão juntos a um bom tempo. Qual é o problema agora? – perguntei olhando-a e ela apenas desviou o seu olhar enquanto seus olhos enchiam-se de lágrimas.
Jullie: Ele me parece estranho, não sei se me ama como antes – falou ela tentando conter o choro.
Eu: Ei Jullie, olha para mim – falei virando o rosto dela para que ela me olhasse – Ele te ama, te ama muito mesmo. Para de ficar colocando coisas onde não tem, você está assim porque está se transformando em uma pessoa insegura. Você e o Adam foram feitos um para o outro e vê se para com essas ideias malucas – conclui e ela respirou fundo depois sorrindo de lado e me abraçando forte.
Jullie: Muito obrigado (SeuNome), muito obrigado mesmo – falou ela e depois de um tempo me soltou.
Eu: Eu sou sua amiga e meu dever é ajudar você quando precisar – falei sorrindo e ela abriu um lindo sorriso – Eu vou estar aqui para você sempre.
Jullie: Pode contar comigo sempre também – falou ela sorrindo.
            Voltamos para casa e eu subi para o quarto pra colocar meu celular para carregar e pegar meu iPod, fiquei ouvindo música na varanda e depois entrei para ajudar a Britney a fazer o almoço. Mais tarde almoçamos e depois ficamos conversando e nos divertindo com as palhaçadas dos meninos, foi ficando tarde e fomos para sala como sempre assistir filmes. Assistimos dois filmes de comédia romantica e depois nos dispidimos subindo para o nosso quarto, eu ainda não estava com sono e pelo visto não chegaria tão rápido.
Justin: Ei – sussurrou ele no meu ouvido me causando arrepios – Que tal se fizermos alguma coisa errada essa noite – falou ele sorrindo malicioso e depositando um beijo em minha nuca.
Eu: Justin – sibilei timida e senti minhas bochechas corarem.
Justin: (SeuNome) você é muito malvada – falou ele fazendo biquinho – Ninguém vai saber – sussurrou ele com um sorriso perverso e um olhar encantador.
Eu: Ei – falei repriendendo ele que sorriu enquanto passava sua mão na nuca.
Justin: Ah vou ter que te pegar a força então – falou ele e parecia ser sério.
Eu: Tá maluco? – perguntei dando passos para trás.
Justin: Eu vou ficar – falou ele sorrindo malicioso e tentou me pegar.
            Saí correndo subindo as escadas as pressas enquanto ele vinha bem atrás de mim, entrei no quarto e tentei fechar a porta mais ele ficava tentando entrar. Ele realmente tinha mais força que eu e enquanto eu me matava para fechar a porta ele empurrava na maior tranquilidade e abria e tentava entrar.
Eu: Fica longe de mim – falei enquanto sorria descontroladamente.
Justin: Vamos (SeuNome) para de me castigar – falou ele me olhando com cara de cachorro que caiu do caminhão da mudança.
Eu: Que isso menino – falei sorrindo ainda mais.
            Eu não aguentava mais, de tanto rir eu já estava sem folego e sem forças. Deixei a porta para lá e corri me escondendo dentro do armário, fiquei tampando minha boca enquanto via-o andando dentro do quarto. Era impressão minha ou ele havia tirado o dia para ficar pervertido?! Tá legal fazia bastante tempo desde de que tivemos nossa primeira relação, mas aqui com todos os nossos amigos é meio estranho não sei explicar.
Justin: (SeuNome) – chamou ele e abaixou para ver se eu estava em baixo da cama.
            Não pude aguentar e sorri deixando escapar um barulho.
Justin: Onde será que você esta – falou ele dando uma volta e depois vindo devagar até o armário.
            Respirei fundo e fechei meus olhos rezando mentamente para que ele não abrisse aquela porta.
Justin: Te achei – falou ele abrindo a porta e me pegando no colo.
Eu: Não – falei batendo nas costas dele e tentando me soltar.
Justin: Vamos lá – falou ele me deitando na cama e subindo em cima de mim – Eu te amo – sussurrou ele olhando fixamente em meus olhos e logo eu estava completamente calma e perdida em seu olhar.
            Senti-o chegar seus lábios aos meus e se quer tentei evitar, ele selou seus lábios devagar pedindo passagem com sua lingua que lhe foi concedida imediantamente. Sua mão deslisou até a minha cintura invadindo minha blusa enquanto a outra acariciava o meu rosto me envolvendo completamente naquele beijo, ele desceu a mão que estava em minha cintura pela lateral do meu corpo apertanto a minha coxa seguidamente abrindo minhas pernas e deitando entre elas encaixandando nossos corpos. Os movimentos eram calmos e gentís, ele me levantou mais sobre a cama sem partir o beijo e tirou a minha blusa. Suas mãos deslisavam pelo meu corpo sem pudor enquanto nossas linguas brincavam travessas nos envolvendo ainda mais no momento, o beijo passou de educado para ousado e as mãos bobas do Justin começaram a pertar partes mais intimas do meu corpo. Sentia a excitação me dominar cada vez mais me levando completamente a loucura sem nenhum contato mais profundo, ele encerrou o beijo e me olhou brevimente depois descendo e beijando meu pescoço trilhando um caminha até o meu short e desabotoando-o seguidamente tirando-o e jogando-o em qualquer lugar naquele quarto, ele voltou e selou seus lábios aos meus suavemente e depois tirou sua camisa e voltou a me beijar.


Parte hot (Se não gostar recomendo que pule)

            Envolvi minhas pernas em sua cintura e inverti a posição, já era hora de eu tomar uma inciativa, sentei em cima do seu membro rigido enquanto beijava seus lábios suavemente rebolava lentamente tirando gemidos que era abafado com os beijo. Encerrei o beijo por falta de ar e fui beijando o pescoço dele destribuindo leves chupões e passando minhas unhas suavemente lhe causando arrepio, cheguei até sua bermuda e tirei-a com sua ajuda dele jogando-a no canto deixando-o apenas com uma cueca box branca super sexy. Voltei a beijá-lo novamente enquanto me movimentava em seu membro provocando-o e levando-o a loucura, estavamos completamente perdidos pelo tesão e cada momento era único assim como cada toque extremo e cada etapa que passavamos chegando cada vez mais perto de ter a nossa segunda relação. Após alguns tempos de provocações ele começou a reagir levando sua mão até o fecho do meu sutiã e tirando-o lentamente, ele inverteu a posição ficando novamente em cima de mim e admirou meus seios durante um tempo com um sorriso malicioso e depois selou seus lábios aos meus. Ele começou beijando meus lábios e depois desceu para minha bochecha, dando uma leve chupada em meu queixo passando pelo meio dos meus seios, fazendo uma trilha de beijos em minha barriga e minutos depois tirando a minha calcinha. Ele subiu novamente e encheu uma de suas mãos com o meu seio esquerdo enquanto ele beijava o outro e distribuia leve chupões que me deixavam ainda mais excitada do que eu estava, mordia meus lábios para controlar meus gemidos enquanto ele me torturava. Puxei o para cima dando lhe um beijo avassalador e invertendo a posição novamente, assim como ele fiz um trilha de beijos por seu abdomem me livrando de sua box também enquanto permanecia decidida a torturá-lo durante um tempo. Já estavamos completamente nus e eu sentia os olhos do Justin percorrer cada parte do meu corpo enquando o meu fazia o mesmo no seu, subi e comecei a beijá-lo suavemente dando puxões em seus lábios que fizeram ele colocar a mão em minha cintura e me conduzir até o seu membro. Pendi minha cintura me equilibrando e apenas deixando nossas intimidades se tocarem sem nenhum contato mais profundo enquanto o Justin levantava sua cintura tentando penetrar seu membro em mim, sorri vitoriosa ao ver o quanto eu estava torturando-o a ponto de fazê-lo se contorcer todo para ter o que tanto queria, mas acontece que aquela provocação também estava me torturando então decidi acabar de vez com a tortura. Abaixei meus quadris encaixando seu membro em minha vagina rebolando lentamente para que ele me penetrasse sem me machucar, segurei em seus ombros para ajudar enquanto me movimentava tirando gemidos roucos dele que saiam por entre seus dentes me deixando ainda mais excitada. Quando seu membro já estava no limite certo comecei a quicar levando-o a loucura, ficamos assim durante um tempo e depois ele invertei a posição penetrando-me mais intensamente enquanto nossos gemidos baixos ecoavam em nossos ouvindos. Passei minhas mãos em seus cabelos que já estavam molhados enquanto me perdia completamente no prazer que ele estava me proporcionando, eu não poderia evitar. Depois que se faz uma vez a única coisa que você quer é fazer sempre, ainda mais nesses casos. Sentia meus músculos se exaustando enquanto nossos movimentos ainda continuvam rápidos e enlouquecedores, chegamos ao apíce juntos e ele foi me penetrando aos poucos após algum tempo parando e caindo ao meu lado com sua respiração ofegante assim como a minha.
Justin: Foi incrivel – sussurrou ele selando seus lábios nos meus e colando nossas testas.
            Ficamos em silencio com os olhos fechados enquanto tentavamos controlar nossas respirações, eu estava completamente exausta, meus batimentos acelerados e minha respirção super discompassada. Abri meus olhos e fiquei olhando durante um tempo, ele parecia satisfeito assim como eu, vi um sorriso bobo se estampar em seu rosto e seus olhos se abrirem encarando os meus.
Justin: Vamos tomar um banho – falou ele sorrindo e tocando seu nariz ao meu.
            Ele me levou no colo até o banheiro e ficamos brincando no chuveiro enquanto tomavamos um banho para relaxarmos, rolaram alguns beijos e toques a mais eu já estava me acostumando. Depois de terminar o banho ele me emprestou uma outra camisa e eu vesti saindo e esperando-o deitada, sorria feito uma idiota me lembrando do acontecido novamente era tudo tão perfeito tudo tão na medida dos meus sonhos que as vezes eu duvidava que era realidade. Ele saiu do banheiro secando seu cabelo sem camisa e vestindo uma box preta, assim que me viu olhando-o ele sorriu de lado e depois se deitou ao meu lado me puxando para o seu colo.
Justin: Tenha um a boa noite bebê – sussurrou ele mexendo em meus cabelos.
Eu: Você também Jay – falei e ouvi-o sorrir pelo nariz.
 Fiquei apenas escutando seus batimentos que já estavam se normalizando enquanto esperava o meu sono chegar me lembrava perfeitamente de cada cena e de cada sensação que senti ainda a pouco. Levantei minha cabeça um pouco para ver se ele ainda estava acordado e ele não estava, sorri boba vendo quão fofo o meu Jay é dormindo, depois me deitei novamente e me concentrei fechando meus olhos. Não demorou muito e eu acabei dormindo também. 
------------------------------------------------------------------------------
Parte hot na área amoores LOL sndisdslndkdgskjd sdmsndshgjdb Eu não sou profissional nisso então me desculpem se ficou uma merda, mas é o máximo que eu posso fazer diante dos meus poucos conhecimentos :x haha' Sonhadoras eu ia postar ontem, mais aí tive um casamento para ir e fiquei correndo o dia todo com meus pais por isso então nem deu para entrar aqui ;x Espero estar recompensando o atraso com essa postagem ;9 AHSUHAUSHUA e é isso aí meus amores, tenham uma boa leitura e beijoos doces para vocês :* 


FCO Cody Robert Simspon Ei sonhadora, SEJA SUPER BEM VINDA! Espero que continue por aqui sempre colorindo o blog e deixando comentários maravilhosos (yn' Muito obrigada mesmo, pfta é você e pelo amor do Bieber não morra lol 


Mychelle Sena Ai meu Deus O.O COMO ASSIM EU NÃO DESEJEI BOAS VINDAS PRA VOCÊ SONHADORA??????? DDD: OMB me desculpa amor é que eu sou meia lesa aí as vezes eu esqueço e tals :x Mas então... SEJAAAAAAAAAAAAAAAA SUPEEEEEEEEEEER BEEEEEEEEEM VINDAAAAAAAAAA AMOR, com atraso mais vem do coração s2

Ei, como o capitulo foi mais interessante vou ser ousada também u_u "20 comentários para postar o próximo capitulo!" Isso mesmo HASUHAUSUAS Amo vocês s2 (ps: não me matem ><') 


terça-feira, 20 de março de 2012

Dreams - Part. 68

Postado por @slaysdrauhl às 20:43
Reações: 
18 comentários
Deitei ao seu lado e fiquei olhando enquanto dormia, fiquei olhando o meu anjo dormindo e quando me dei por conta já estava dormindo e além de tudo sonhando com ele.

            Acordei e o Justin não estava mais deitado ao meu lado, me levantei para olhar para o quarto e não havia ninguém ali, além de mim. Olhei pela janela e vi o sol maravilhoso que brilhava lá fora, um ótimo dia para andar por aí. Me levantei e fui até o banheiro, tomei um banho relaxante e fiz minha higiene matinal seguidamente saindo e me deparando com a Jullie sentada na minha cama esperando por mim.
Jullie: Bom dia, bela adormecida – falou ela sorrindo e vindo em minha direção depositando um beijo em minha bochecha.
Eu: Bom dia – sussurrei e minha voz quase nem saiu.
            Ela me olhou com um sorriso de lado e eu tossi para ver se minha voz voltava ao normal.
Eu: O que aconteceu com a minha voz? – perguntei e arregalei meus olhos quando ouvi o som rouco da minha voz saindo da minha boca.
Jullie: Mudança do tempo, daqui a pouco volta ao normal – falou ela sorrindo e depois indo até a cama se jogando sobre a mesma.
            Fui até minha mochila e peguei uma roupa, fui ao banheiro e me vesti seguidamente saindo e sentando na cama para pentear o meu cabelo.
Jullie: Você e o Justin... – começou ela sentando-se para me encarar e depois parou.
Eu: Eu e o Justin...? – falei gesticulando com a mão para que ela terminasse a pergunta.
Jullie: Vocês... Você sabe – falou ela toda sem jeito e suas bochechas logo coraram me fazendo gargalhar.
Eu: Não sua pervertida – falei enquanto e ainda permanecia no meu ataque de risos.
Jullie: Eu não sou pervertida – falou ela escondendo seu rosto com as mãos – Eu só queria saber mesmo.
Eu: Sem problema Jullie – falei respirando fundo para parar de sorrir.
Jullie: Vamos dar um volta, o John vai nos levar em uma cachoeira – falou ela se levantando – Põe um biquini por baixa dessa roupa, vomos esperar você lá em baixo.
Eu: Tá bom – falei sorrindo de lado.
            Ela saiu e eu fui pegar o biquini, vesti-o e depois saí do banheiro me deparando com o meu celular tocando.
(LigaçãoON)
Eu: Alô – falei atentando a uma chamada de um número que eu não conhecia.
XX: Esqueceu de mim foi? – perguntou aquela voz que eu jamais esqueceria, era a Ashley.
Eu: Ashy sua maluca, você que me esqueceu – falei e ela sorriu pelo nariz.
Ashy: Tudo bem por aí? – perguntou ela após um tempo de silencio.
Eu: Tudo sim e por aí? – perguntei enquando guardava minha blusa na mochila novamente.
Ashy: Está tudo bem por aqui também – respondeu – Volta quando?
Eu: Vai ser surpresa – falei sorrindo.
Ashy: Como quiser –
Eu: Ashy preciso desligar agora, te vejo em breve – falei abrindo a porta.
Ashy: Tá bom (SeuNome), até mais – falou ela e depois eu desliguei.
(LigaçãoOFF)
            Desci e para o meu dia começar uma droga dei de cara com a Selena que estava encostada na porta enquanto as meninas ajudavam os meninos a arrumar uma cesta de piquenique, fui até eles ignorando-a.
Justin: Bom dia bebê – falou ele me abraçando por trás e depositando um beijo em meu pescoço que me causou arrepios.
Eu: Bom dia – falei virando-me de frente para ele e selando nossos lábios.
Justin: Eu fiz para você – falou ele me entregando um sanduiche.
Eu: Estou sem fome – falei mostrando a lingua para ele que sorriu de lado.
Justin: Você precisa comer mocinha, quer ficar doente novamente? – perguntou ele erguendo uma sobrancelha.
Eu: Me dá isso aqui – falei pegando o sanduiche da mão dele e andando até a sala para falar com as meninas.
Britney: Quanto tempo – falou ela e as outras meninas riram.
Eu: É agora vocês só querem saber de namorar e esquecem de mim – comentei erguendo uma sobrancelha e elas sorriram em coro.
Bree: Fico feliz que esteja melhor – falou ela me abrançando.
Eu: Obrigada Bree – falei sorrindo de lado.
            Ficamos conversando ali durante mais um tempo e depois saímos para ir até a tal cachoeira que tem aqui no sitio, andamos durante algum tempo e chegamos a um certo ponto que já podiamos ouvir o barulho da água batendo sobre as pedras. Andamos durante mais um pouco e logo chegamos no lugar, era incrivel. A natureza ao redor e o cheiro das plantas, os passarinhos cantando e o barulho das folhas sobre o vento eram relaxante. Respirei fundo aquele ar puro e limpo fechando meus olhos e guardando o suficiente dele para que eu sempre me lembrasse que há sim lugares bons nesse mundo.
Justin: Se você guardar esse cheiro vai esquecer o meu – sussurrou ele no meu ouvido entrelaçando seus dedos nos meus.
Eu: Não vou nada, nunca vou esquecer seu cheiro – falei e logo um sorriso bobo se estampou em seu rosto.
            O Adam e o John sairam correndo feito loucos para a cachoeira e de quebra levaram o Justin junto com eles, cortando o nosso momento romantico. Me juntei as meninas e guardamos as coisas em um canto e depois nos juntamos aos meninos naquela água resfrescante, parecia até um sonho estar ali. Senti alguém puxar meu pé e mergulhei para ver quem era e fui surpreendida com um beijo, não foi muito demorado por conta da falta de ar mais foi o suficiente para me deixar com vontade de fazer novamente. A nossa tarde foi maravilhosa, nadamos bastante e depois fizemos o piqueniqui todos juntos. Apesar de não se musturar muito a Selena estava participando parcialmente da nossa hora de lazer, quando o sol começou a se por voltamos para a casa e eu voltei para o meu quarto de hospedes.
            Tomei um banho quente para amolecer meus musculos e depois saí para procurar uma roupa mais aconchegante e quente já que a noite estava ficando fria, me vesti e depois fiquei penteando meu cabelo molhado sobre a janela olhando o luar.
Jullie: Vem, vamos assistir uns filmes novos que o John arrumou – falou ela entrando e me dando um leve susto.
            Deixei a escova de cabelo no criado-mudo e desci junto com ela, a Selena não estava lá o que era bem melhor. Fui com a Jullie até a cozinha pegar a pipoca e quando voltei havia um lugar vago para mim do lado do Justin, ele sorriu de um modo meigo e fui me sentar ao seu lado. Assistimos uma comédia romantica e depois os meninos colocaram um filme de terror, enquando eu brincava com os dedos do Justin evitando assistir aquele filme ele permanecia atento em cada cena e mal piscava. O filme acabou e como já estava muito tarde cada um foi para o seu quarto, o Justin foi me levar até a porta do quarto onde eu estava e quando chegamos lá ficamos olhando um para o outro sem dizer nada.
Justin: Você tá com sono? – perguntou ele quebrando o silencio.
Eu: Não, mas como não vai ter nada para eu fazer logo eu durmo – falei e ele sorriu malicioso.
Justin: Quer que eu durma aí com você? – perguntou ele todo dengoso fazendo um biquinho mais que fofo.
Eu: Claro que sim Jay – falei e um sorriso se estampou em seu rosto.
Justin: Eu vou ali no quarto rapidinho, já volto – falou ele selando meus lábios e depois indo até o quarto.
            Eu entrei e deixei a porta encostada para quando ele entrasse, procurei pelo meu pijama e encontrei ele no chão do banheiro molhado. Lavei-o na pia mesmo e depois estendi-o sobre o box de vidro, saí e me joguei na cama pegando o controle e ligando a TV. Fiquei assistindo durante um tempo e logo o Justin chegou entrando devagar no quarto, ele estava sem camisa e com um bermudão, seu cabelo estava bagunçado ele estava perfeito como sempre. Em sua mão vinha uma camiseta e assim que encostou do meu lado ele me entrogou.
Justin: Eu vi seu pijama molhado, pensei que precisaria de uma coisa para dormir – falou ele sorrindo de lado.
Peguei a camisa e me levantei indo até o banheiro, tirei minha roupa e fiquei apenas de calcinha e sutiã e coloquei a camiseta que ficou como um vestido para mim. Saí do banheiro e ele estava deitado na cama assistindo a TV fixado, olhei e vi o que puxava tanto a atenção estava passando um jogo de basquete. Quando notou a minha presença ele me olhou de cima a baixo e sorriu malicioso.
Justin: Ficou mais sexy do que eu pensei que ficaria – falou ele levantando-se e vindo em minha direção.
            Ele colocou uma de suas mãos em minha cintura enquanto a outra segurava meu rosto, seus lábios foram encostando-se lentamente aos meus selando os devagar pedindo passagem com sua lingua e eu apenas concedi. Senti uma fraqueza dominar o meu corpo e naquele momento eu estava completamente e inteiramente a merce dele, sem  poder ao menos comandar meu proprio corpo ou pensamento. Nossas linguas brincavam travessas e travavam uma batalha dominante, encerramos o beijo por falta de ar e ele me pegou no colo me levando até a cama e me deitando.
Justin: Eu te amo – sussurrou ele e depois selou seus lábios aos meus.
Eu: Eu também te amo – sussurrei de volta e ele sorriu olhando fundo em meus olhos.
            Fiquei olhando o sorriso dele, o quanto era perfeito e o quanto me incentivava a sorrir. Depois de um tempo ele deitou do meu lado e me puxou para o seu peito, ficamos conversando enquando ele brincava com os fios dos meus cabelos. Após um tempo meus olhos foram pesando e logo eu adormeci.
(JustinON)
            O dia havia sido perfeito e estar com a (SeuNome) dormindo sobre o meu peito novamente era a melhor parte de tudo isso, as vezes eu não conseguia acreditar que estavamos namorando novamente era demais para a minha realidade. Sua respiração fraca, seus batimentos e instáveis eu prestava atenção em cada movimento do seu corpo enquanto esperava o sono me dominar também, fiquei assistindo o jogo de basquete e depois que acabou coloquei em um filme que eu nem tenho ideia de qual era o nome fiquei assistindo-o durante um tempo e depois desliguei a televisão me focando em apenas dormir. Fiquei brincando com os cabelos dela novamente e depois de um tempo meu sono foi chegando e me tomando aos poucos até que tudo escureceu.
(JustinOFF)
----------------------------------------------------------------------------------------------
Amores atrasei a postagem porque tive que fazer um bendito de um trabalho de história ontem, aí num deu tempo de criar a fic e fazer o trabalho (um texto de 3 folhas manuscrito). Mas eu fiz o máximo que eu pude para fazer um capitulo maior e espero recompensar esse atraso. Quero agradecer aos comentários maravilhosos como sempre e fiquem ligados que dessa vez eu vou responder alguns lá

SONHADORA NOVA GENTE LOL Seja super bem vinda Gabii espero que continue aqui no blog colorindo ele sempre e fico muito feliz que tenha gostado :) Perfeita é você sonhadora e muito obrigada mesmo s2 

E é isso aí minhas sonhadoras, beijos, beijos e até a próxima postagem. XOXO

15 comentários...

sábado, 17 de março de 2012

Dreams - Part. 67

Postado por @slaysdrauhl às 23:09
Reações: 
18 comentários
Senti meus olhos pesarem, o remédio sempre me causava sono. Senti eles se fecharem e logo tudo ficou completamente escuro.


(JustinON)

            Quando o John veio me chamar para ajudar a separar a briga da (SeuNome) com a Selena em primeiro momento eu pensei que ele estivesse brincando, mas quando eu vi que ele estava eufórico e preocupado com alguma coisa realmente acreditei e fui correndo atrás dele. Quando eu cheguei e vi a (SeuNome) dando uma surra na Selena eu confesso que queria deixar ela bater mais pra ver se a Selena parava de arrumar briga, mas eu não podia fazer aquilo pelo bem das duas e por isso separei. Quando eu vi a (SeuNome) ali dando uma lição que nenhuma outra garota teria coragem de dar na Selena eu senti orgulho e era engraçado como a Selena parecia um brinquedo nas mãos da minha namorada, a (SeuNome) acabou com um machucado no rosto e nos braços mais ela estava bem, perto da Selena. Depois que eu a ajudei-a cuidar do machucado fiquei com ela um pouco lá em cima esperando ela se acalmar mais e depois desci e encontrei a Selena e o John saindo para dar uma volta. Ela estava com arranhões no rosto e o soco que a (SeuNome) deu em seu rosto lhe causou um inchaço visível, sem contar as marcas nos braços e no pescoço. Fui até o quarto tomar um banho o dia havia sido exausto e separar a briga das meninas me deixou ainda mais cansada, depois que terminei de tomar banho saí vestindo uma bermuda da Adidas e fiquei sem camisa mesmo já que eu estava com calor. Fiquei assistindo um pouco de TV e depois eu peguei uma camiseta gola V e desci para jantar, quando eu vi a (SeuNome) na cozinha olhando a lua fixamente não pude deixar de sorrir. Mesmo com aquele curativo ela ainda continuava linda, linda como nunca. Ela estava usando uma coisa que não me agradava muito, mas nela ficaram ótimas. Ela usava Uggs e eu não curto muito essas botas, mas na garota que eu amo é uma exceção. Ela se sentou ao meu lado como em todas as vezes que nos sentamos para comer, senti o seu perfume e como ele era natural o cheiro mais maravilhosa que já senti em toda a minha vida. Respirei fundo guardando o máximo do seu cheiro pra mim para que quando eu estivesse dormindo longe dela pudesse ao menos lembrar o seu cheiro e o quão viciante ele é, jantamos e ficamos conversando um pouco. Depois ela disse que precisava subir e que desceria depois de um tempo, fiquei na sala com os meninos jogando Xbox e como sempre foi uma bagunça sem tamanho.
Jullie: Justin – chamou ela e eu fui até ela ver o que ela queria – Viu a (SeuNome) – perguntou ela e parecia estar preocupada.
Justin: Ela subiu pro quarto – respondi com base no que eu sabia.
Jullie: Ela não esta lá e as coisas dela também não – falou ela e eu respirei fundo e logo a preocupação começou a me dominar.
Justin: Ela esta lá em cima, ela não desceu se tivesse descido eu tinha visto – falei e minha respiração já estava ficando descompassada assim como os meus batimentos cardíacos.
Jullie: Onde será que ela está? – perguntou ela bufando e gesticulando com as mãos.
Justin: Acho que eu sei – falei me lembrando de um único possível lugar dela estar naquele momento.
            Subi as escadas e a Jullie foi até o Adam para falar alguma coisa com ele, talvez sobre a (SeuNome). Fui andando até o quarto de hóspede, o quarto que o John estava privando segundo ele não era um bom quarto. Bati na porta e fiquei esperando torcendo para que a (SeuNome) realmente estivesse ali, mas logo alguns pensamentos negativos dominaram minha mente e eu apenas me mantive na expectativa ignorando as outras hipóteses.
(JustinOFF)

            Acordei com a gritaria dos meninos vindo da sala e me levantei aos poucos me espreguiçando, sentei na cama e passei a mão em meu cabelo arrumando-o e depois me levantei indo até o banheiro escovar meus dentes e lavar o rosto. Eu ainda estava com sono e sem um pingo de vontade de descer então apenas peguei meu notebook e me deitei na cama abrindo-o e entrando um pouco em minhas redes sociais. Me levantei para tirar aquela roupa e por algo mais confortável, vesti outra roupa e depois me deitei novamente voltando a fazer o que estava fazendo antes. Ouvi batidas na porta e me levantei para abri-la.
Justin: (SeuNome) – falou ele aliviado me abraçando forte.
 Eu: Oi – falei tensa e assustada com a reação dele.
Justin: A Jullie disse que você tinha sumido – falou ele me soltando e olhando em meus olhos.
Eu: Tive que mudar de quarto – expliquei.
Justin: Podia ter deixado um bilhete avisando – falou ele sorrindo e eu retribui dando espaço para ele entrar no quarto.
Eu: Da próxima vez eu deixo – falei sorrindo e depois encostando a porta.
Justin: Bom mesmo, mocinha – falou ele selando nossos lábios devagar, pedindo passagem com sua língua.
            Envolvi seu pescoço aprofundando ainda mais o beijo, acariciava sua nuca bagunçando o seu cabelo enquanto nossas línguas brincavam travessas explorando a boca de cada um. Suas mãos entravam em minha blusa me causando arrepios inexplicáveis que começavam da minha cabeça descendo até meus pés, encerramos o beijo por falta de ar e nos encaramos bobos com um sorriso estampado no rosto que falava muito mais do que qualquer palavra que saísse de nossas bocas naquele momento.
Justin: Eu te amo – sussurrou ele encostando sua testa na minha.
Eu: Eu amo você também Jay – sussurrei de volta olhando-o enquanto permanecia de olhos fechados tentando controlar sua respiração.
Justin: Promete ser minha para sempre? – perguntou ele abrindo os olhos e fitando os meus profundamente.
Eu: Para sempre não existe Justin, nada é para sempre – falei e ele sorriu de lado – Mas eu prometo que serei sua até quando o meu coração parar de bater – conclui e vi um sorriso bobo se formar em sua boca.
Justin: Quando seu coração parar de bater e você deixar de ser minha – falou ele segurando minhas mãos – O meu coração também deixará de bater e eu vou junto com você, para onde quer que você vá – concluiu ele e eu senti meus olhos queimarem e logo algumas lágrimas teimosas desceram pelo meu rosto.
            Ele sorriu de lado e me abraçou forte.
Justin: Esta chorando por quê? – perguntou ele segurando meu rosto para que eu olhasse para o seu.
Eu: Eu te amo tanto – falei e comecei a chorar mais ainda e ele me abraçou ainda mais forte.
Justin: Eu também te amo muito bebê – sussurrou ele seguidamente depositando um beijo em meu cabelo.
            Eu não sabia o certo porque eu estava chorando, mas eu senti algo em mim que me fez chorar e eu não conseguia parar. Depois de um longo tempo consegui me acalmar e nos sentamos para conversar, o Justin ficava brincando com os meus cabelos enquanto eu estava com a minha cabeça deitada em seu colo. Ficamos falando sobre um monte de assuntos misturados, sobre nós mesmo e depois deitamos para assistir algum filme.
Eu: Justin... – comecei me virando para olhá-la, mas ele estava dormindo.
            Fiquei olhando-o e sorrindo feito uma idiota me vangloriando por ser a namorada daquele garoto tão perfeito, peguei o cobertor e joguei sobre ele depois selei seus lábios suavemente e sussurrei um “boa noite”.  Deitei ao seu lado e fiquei olhando enquanto dormia, fiquei olhando o meu anjo dormindo e quando me dei por conta já estava dormindo e além de tudo sonhando com ele.
----------------------------------------------------------------------------------------------
Postado amores, demorei um pouco para postar porque minha mãe tava embaçando e como ontem foi o niver da minha irmã não deu para postar, porque teve uma festinha aqui lol Desculpa mesmo e quero agradecer aos comentários maravilhosos como sempre :) Fiquem ligas nas postagens anteriores porque eu vou estar respondendo alguns dos comentários de lá! Amo vocês <3 Tenham uma boa leitura e até a próxima postagem xD 

Ah e mais um aviso, na última postagem eu pedi para não insultar os personagens da #IB e tals, porque a maioria de vocês leva muito pro pessoal e fica tenso a situação e teve uma pessoa que não gostou e comentou dizendo que era ridículo eu não deixar vocês falarem da Selena só porque tem uma leitora aqui que é Selenator. Acontece que eu não estou fazendo isso apenas por ela e sim porque o blog foi feito para postar a fic e assim como a vilã é a Selena poderia ser qualquer outra garota da minha imaginação, eu descrevo a Selena desse jeito e isso não quer dizer que ela seja exatamente assim, então eu apenas acho que se você não gosta de uma pessoa você deve apenas respeitar porque ela nem sabe que você existe e tals nem fala de você e você fica aí falando dela e não tá ganhando nada com isso. Me desculpem se eu estou sendo grossa, essa não é minha intenção. Eu estou aqui para vocês julgarem a história que eu escrevo e não os personagens, principalmente a Gomez só porque vocês não gostam dela. Espero que entendam mesmo e Jéssica eu sinto muito se as regras do blog não agradam você, mas é assim que tem que ser e não vai mudar. Não quero que falem mal de ninguém aqui, respeitar ou guardar o que você acha de uma pessoa para si mesmo não mata. Obrigado pela atenção. 

15 comentários...

quarta-feira, 14 de março de 2012

Dreams - Part. 66

Postado por @slaysdrauhl às 19:35
Reações: 
19 comentários
Justin: Não se preocupe – sussurrou ele e depois selou seus lábios nos meus. 
      
            Ficamos ali conversando durante mais um tempo e depois entramos e ficamos assistindo filme com os outros, a Selena estava sentada longe de todos nós e ela ficava me encarando. Depois da surra que eu dei nela ela ainda vinha com essa mania de ficar me provocando, é muito sem vergonha mesmo. Fiquei encarando-a durante um tempo e ela sorriu sarcástica e mexeu os lábios dizendo “idiota” eu apenas sorri, era engraçado como ela era estúpida. “Vadia” respondi mexendo meus lábios e seus olhos perseguiram cada movimento deles, logo ela me olhou e eu podia ver a fúria correndo em seu olhar. Sorri vitoriosa e depois olhei para o Jay que por sinal estava concentrado no filme, fiquei olhando-o durante um tempo e como ele conseguia ser tão perfeito?! Fiquei reparando em cada detalhe do seu rosto e depois olhei em seus olhos castanhos claros que me lembravam caramelo que brilhavam enquanto se moviam em direção aos meus.
Justin: O que foi? – perguntou ele olhando em meus olhos me deixando sem jeito.
            Pude sentir minhas bochechas queimarem e com certeza elas já estavam vermelhas feito pimentas, ele sorriu de lado e depois selou seus lábios nos meus.
Eu: Eu te amo Jay – sussurrei olhando fundo em seus olhos e pude ver um brilho nascer lá de dentro e finalmente se estampar em seus olhos perfeitos.
Justin: Eu te amo mais minha bebê – sussurrou ele acariciando meu rosto enquanto ficávamos nos olhando nos olhos.
            Voltamos a assistir o filme depois de um tempo e quando eu olhei para a Selena ela nos encarava séria, seu olhar era completamente estranho. Seus olhos pretos e maldosos se encontraram com os meus e ela ergueu uma de suas sobrancelhas e depois desviou o seu olhar. Ela iria dormir no mesmo quarto que eu e as meninas e eu precisaria me acostumar ou pelo menos fingir estar acostumada com a presença dela.
Alguns dias depois...
            Faltavam apenas uma semana para voltarmos para casa, nossas férias continuariam ainda por mais duas semanas mais íamos uma semana antes para poder liberar a casa para as pessoas que alugaria ela. A Selena... Ela continuava sendo o meu pior pesadelo e para acabar de completar ela ficava jogando indiretas para mim o tempo todo.
Selena: Posso falar com você um minutinho? – perguntou ela quando eu saí do banheiro secando o meu cabelo.
Eu: Se você não for cuspir o seu veneno no meu rosto pode sim, mas é melhor manter distancia – falei sarcástica e ela ergueu sua sobrancelha.
Selena: Acho melhor deixar para outro momento – disse ela levantando e saindo do quarto.
            Fiquei encarando-a e me perguntando qual era o problema daquela garota. Desci e todos estavam sentados para tomar café da manhã, estava frio e eu já estava melhor da gripe, mas ainda estava tomando algumas vitaminas e o Justin estava me forçando a comer legumes.
Argh, legumes.
            Assim que me viu ele abriu um sorriso enorme e eu acenei retribuindo o sorriso.
Eu: Bom dia gente – falei sorrindo e todos responderam em coro.
Adam: Bom dia marretinha – falou ele passando atrás de mim me dando um pedala Robinho.
Eu: Nossa, tinha que ser esse lesado mesmo – falei devolvendo o pedala Robinho nele.
            Fui até a cadeira livre ao lado do Justin e me sentei, tomamos o café da manhã e ficamos conversando. A Selena estava na sala assistindo TV sozinha, era melhor ela ficar para lá mesmo. Terminei de tomar o café e depois subi para escovar meus dentes, assim que entrei no quarto me deparei com a minha mochila bagunçada e corri para ver se estava faltando alguma coisa. Estava faltando o anel de compromisso que o Justin me deu e que eu guardei lá quando fui nadar e me esqueci de pegar. Desci as escadas sem muita demora e fui até a sala enquanto sentia meu sangue ferver.
Eu: Devolve o meu anel – falei parando na frente da Selena que ficou me ignorando – Selena devolve o meu anel.
Selena: Que anel (SeuNome)? – perguntou ela erguendo sua sobrancelha e sorrindo de lado – Você está louca?
Eu: Devolve o anel agora – falei alterando minha voz, eu não iria pensar muito até bater naquela vadia novamente.
John: Oh relaxa aí (SeuNome) o que está acontecendo aqui? – perguntou ele encostando do meu lado e me afastando da Gomez.
Eu: Acontece que essa idiota mexeu nas minhas coisas e pegou o meu anel – falei e ela ficou me olhando com um sorriso sarcástico que estava me tirando completamente do sério.
John: Pegou o anel dela Selena? – perguntou ele sério e ela apenas sorriu levantando-se e parando na minha frente.
Selena: Eu só acho que você deveria ter mais cuidado com as suas coisas – falou ela e eu a fitei com todo o meu desprezo, era isso que ela merecia.
Eu: Eu só quero o anel Selena, apenas me devolva o anel – falei cerrando meus dentes por conta da raiva que estava me dominando.
Selena: Ué, procura – falou ela desafiadora e a minha paciência... É eu perdi ela já faz um tempo.
            Não pensei muito e peguei firme em seus cabelos olhando fundo em seus olhos para que ela vesse nos meus que eu não estava de brincadeira, comecei a puxar seu cabelo com mais força e ela levou uma de suas mãos ao local tentando soltar a minha. Ela encravou suas unhas venenosas em minhas mãos, mas eu estava com tanta raiva que não sentia nada mais a não ser vontade de arrebentar a cara daquela menina.
Eu: Eu quero o meu anel – falei olhando para ela que me fitava assustada.
Selena: Você só sabe bater? – perguntou ela tentando tirar minhas mãos dos cabelos dela.
Eu: Parece-me que você gosta de apanhar – falei sorrindo sarcástica e acabei bobeando e deixando-a passar suas unhas no meu braço.
            Empurrei-a com tudo derrubando a no chão e depois ela se levantando vindo em minha direção, havia alguma coisa errada com aquela menina. Subi em cima dela e prendi seus braços em minhas pernas e comecei a estapear seu rosto enquanto ela tentava se soltar para defendê-lo, para me vingar passei minhas unhas em seus braços e sem querer acabei arranhando o lado direito do rosto dela. O John estava tentando nos saltar e quando viu que não conseguiria me tirar de cima dela ele foi correndo pedir ajuda, me levantei e comecei a arrastar ela pela sala enquanto perguntava do meu anel e ela esbravejava tentando soltar-se. Senti alguém me agarrar por trás e me levar para longe da Selena e comecei a me debater tentando me soltar para bater mais naquela cadela, consegui uma brecha e fui até ela socando seu rosto com força o que a fez cair com tudo no chão e cortou seus lábios. Ela pegou alguma coisa e jogou contra mim, algo que bateu no meu rosto cortando meu supercílio.
Justin: (SeuNome) para – falou ele me pegando pela cintura e me arrastando para longe daquela maluca.
Selena: Sua namorada é uma louca Justin – falou ela toda histérica e quando eu olhei percebi que meu estrago dessa vez tinha sido pior que da última.
Justin: Tá maluca? – perguntou ele e depois sorriu de lado.
Eu: Ela pegou o anel que você me deu e não quer devolver – expliquei para que ele soubesse o porquê de tudo aquilo.
Justin: E aí você bate nela? – perguntou ele olhando meu supercílio que estava sangrando um pouco.
Eu: Na verdade eu não ia bater nela e se você estivesse chegado minutos antes ia ver que estávamos nos socando – falei me concentrando para esquecer a dor que aquele corte estava me causando.
Justin: Eu não quero que você fique brigando – sussurrou ele olhando em meus olhos.
Eu: Desculpa – sussurrei e ele me abraçou forte.
            O John e o Chris estavam ajudando a Selena para depois ela não dizer que eu estava deixando todos contra ela, apesar de ninguém ali gostar dela. O Justin e eu subimos até o quarto para cuidar do meu machucado e para esperar as coisas ficarem mais calmas.
Adam: Viu bro, eu disse que tua namorada tem talento – falou ele todo eufórico – Ela arrebentou a cara da Selena, e já é a segunda vez consecutiva.
Justin: Tá Adam, eu não quero que minha namorada fique brigando por aí – comentou ele sorrindo de lado.
Adam: Bro a Gomez tá cheia de arranhão e sem contar o soco que a (SeuNome) deu na boca dela, além de machucar inchou – falou ele e depois soltou uma gargalhada.
Eu: Para de rir da desgraça dos outros, olha só para mim também – sibilei e ele olhou de cima a baixo.
Adam: Você está bem – comentou ele e depois saiu indo até a Jullie.
            Eu e o Justin subimos para o quarto e quando chegou lá ele limpou meu machucado e fez um curativo.
John: (SeuNome) eu achei o seu anel – falou ele entre abrindo a porta – Tava na bolsa da Selena.
Eu: Eu disse que tava com ela – falei e respirei fundo.
Justin: Deixa isso no seu dedo – sibilou ele tomando da minha mão e colocando no meu dedo novamente.
Eu: Eu tirei quando fui pro lago eu não queria perder – falei fazendo biquinho e ele me abraçou forte.
            Ficamos ali durante um tempo sozinhos e logo a Jullie veio e ficamos conversando durante mais um tempo, até a hora do jantar. O Justin foi até o quarto tomar banho e a Jullie desceu para me esperar lá em baixo, entrei no banheiro para tomar mais um banho e tirar o estresse. Tomei um banho longo que relaxou todos os meus músculos e depois saí enrolada na toalha cantarolando a música Fuckin Perfect da Pink, me vesti e depois desci me deparando com todos na sala. Fui até a cozinha beber água e tomar minha vitamina e depois fiquei olhando da janela as estrelas e a lua maravilhosa daquela noite, logo todos estavam na cozinha para a janta. Hoje quem fez a comida foi a Jullie e ela realmente cozinha que é uma beleza, olhei ao redor e a Selena não estava lá e nem o John. Jantamos e depois eu subi e peguei minhas coisas trocando de quarto, eu não iria ficar no mesmo quarto que ela menina. Fui ficar no quarto de hóspedes mesmo que era muito aconchegante e perfeito para mim, arrumei minhas coisas lá e depois me joguei na cama relaxando e tentando me filtrar em coisas positivas. Senti meus olhos pesarem, o remédio sempre me causava sono. Senti eles se fecharem e logo tudo ficou completamente escuro. 
--------------------------------------------------------------------------------------------
Amores avisando que eu não postei ontem porque me apareceu um trabalho escolar de última hora --' Ae eu fiquei toda perdida aqui, isso que dá faltar na escola né '-' Faltei um dia e me pareceu um bimestre inteiro ASHUAHSUAUSUHA -nn Mas eu disse que ia postar um big e aí está o capitulo, ah agradecendo as comentários perfeitos de vocês minhas lindas e deem uma olhada nos comentários da postagem antiga porque eu vou estar respondendo alguns ;) Isso ae amores, beijos e boa leitura. Espero mais comentários perfeitos de vocês minhas sonhadoras DIVAS, amo vocês ♥ 

O SEGUNDO ROUND MEU IRMÃO IIIIIIIIIIIIIRRA LOL saiodhsadjkbsjksbdb sxzxjhdjsbd.... Deu a loca em mim velho O.O ADORO um barroco né u.u Magina... Olha minha Selenator linda da minha life espero que eu falar coisas ruins da Selly na fanfic não magoe você (yn' Pensa assim quando você lê já que você ama ela de paixão você substitui o nome dela LOL Assim fica bem melhor num é mesmo?! Te amo bebê -nn :D 

Amores vou pedir para que vocês não usem de xingamentos ou qualquer coisa do tipo com QUALQUER dos personagens da fic, tá sei que tem pessoas aqui que não gosta da Selena. Mas vocês não precisam ficar xingando a menina aqui no blog okay, aqui é um lugar de respeito u.u e temos que demonstrar respeito até mesmo porque quem não gostamos, tudo bem?! ;) Guardem os xingamentos pra vocês bebês...

15 comentários... 
 

* Only Imagine Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos