quinta-feira, 29 de setembro de 2011

Dreams - Part. 25

Postado por @slaysdrauhl às 16:43
Reações: 
9 comentários
Nos beijamos e logo depois eu sai do carro indo pra casa, assim que cheguei lá subi tomei um banho. Realmente foi um dia cheio me deitei e não demorei muito para dormir.


Acordei super tarde com o barulho do meu som do vizinho.
Eu: Bom dia mãe - falei entrando na cozinha ainda de pijama e logo abrindo a geladeira.
Mãe: Bom dia meu amor - falou ela me dando um beijo na testa.
              Ela estava toda arrumada e parecia querer me contar alguma coisa, apesar de estar calada. Peguei um copo com leite e fui à caminho da sala assistir TV, tropecei em umas malas e quase cai.
Eu: Ai porra - falei por impulso.
              Minha mãe saiu da cozinha pra ver o que havia acontecido.
Mãe: O que eu falei sobre os palavrões?! - rebateu ela séria.
Eu: Desculpa mãe é que eu tropecei nessas malas... - falei e depois parei refletindo - De quem são essas malas?
Mãe: Ah filha eu ia te falar ontem, mas... - falou ela meio que gaguejando - Você demorou pra chegar e eu acabei dormindo.
Eu: Ia me contar o que dona (NomeDaSuaMãe)? - perguntei cruzando os braços e a fitando com uma sobrancelha erguida.
Mãe: Vou fazer uma viagem pra resolver umas coisas da empresa - concluiu ela.
Eu: Pra onde? - perguntei e a tristeza já transparecia em meu rosto, eu realmente não queria ouvir "Brasil"
Mãe: Vou para Brasil - concluiu ela e eu respirei fundo.
                Mesmo encontrando um grande foco aqui eu sentia falta do Brasil, das minhas amigas e dos meus familiares. Lembrar que eu tive que me mudar por uma coisa simples para mim e super importante pra minha mãe é muito triste. Não falei mais nada apenas larguei o meu copo com leite em cima da mesa e subi pro meu quarto, fiquei pensando em tudo, se valia a pena ter saudade do passado quando se tem um presente maravilhoso.
                Eu amo muito o Justin e não quero sair de perto dele nunca, mais as vezes sinto falta do passado. Não o passado de quando eu namorava o Chris e sim quando eu era apenas uma criança correndo pela casa enquanto ouvia minha mãe gritando e dizendo para acabarmos com aquela bagunça, ouvi minha Vó me chamando para comer aquela comida maravilhosa que só ela sabe fazer e ter meu pai por perto. A parte que mais me deixava triste era relembrar a separação dos meus pais, ele sempre foi um ótimo pai, mas não era um bom marido segundo minha mãe. Olhar pra trás e perceber que já tivemos uma vida me faz sentir falta e querer tudo de volta, nunca comentei com ninguém sobre isso não gosto muito de falar sobre. Mais essa é minha vida isso faz parte da minha história, mesmo que eu não goste foi isso que ocorreu e eu não posso mudar o destino.
                Carrego meus sonhos comigo, um deles eu já realizei que foi conhecer uma pessoa que mudasse minha vida e que me fizesse perceber o lado bom das coisas. Agradeço a Deus por ter me enviado o Justin e por me fazer a garota mais feliz do lado dele, mais ainda carrego alguns dos meus sonhos guardados em meus pensamentos e sei que vou alcançá-los. Despertei dos meus devaneios com o meu celular tocando, nem olhei quem era apenas atendi.
(LigaçãoON)
Eu: Alô? - falei
XX: Oi meu amor - falou o Justin e logo senti meu corpo inteiro se tranqüilizar, ouvir sua voz doce mais fazia um bem danado.
Eu: Oi Jay - falei sorrindo boba.
Justin: Quer sair pra almoçar? - perguntou ele após um tempo.
Eu: Nem vai dar - falei assim que me lembrei da viagem da minha mãe - Minha mãe vai viajar e eu tenho que levá-la no aeroporto.
Justin: Se quiser eu acompanho você meu amor - falou ele e eu fiquei encantada como sempre.
Eu: Adoraríamos - falei respondendo por mim e pela minha mãe.
Justin: Daqui a pouco estou aí gatinha - falou ele e parecia já estar saindo de onde estava - Eu te amo demais (SeuNome).
Eu: Eu também te amo muito Jay - falei e mordi meu lábio inferior - Até daqui a pouco baby.
Justin: Até - falou ele e fez barulho de beijo.
(LigaçãoOFF)

                 Desliguei o celular e joguei-o na cama, logo fui pro banheiro e tomei um belo banho merecido e me arrumei.

                 Ouvi alguém bater na porta enquanto eu penteava o cabelo.
Mãe: Posso entrar filha - falou ela já entrando.
Eu: Já entrou - falei sem ao menos olhá-la.
                 É uma idiotice mais eu estava magoada.
Mãe: Olha (SeuNome) eu sei que sente falta do Brasil e eu até te levaria comigo - falou ela - Eu não vou te levar por causa do seu namoro com o Justin que começou agora e eu queria deixar esse tempo pra vocês dois.
                 Ouvi-la dizer aquilo me deu um nó na garganta tive vontade de chorar.
Mãe: Eu não queria afastar vocês dois e também eu não vou ficar lá pra sempre - concluiu ela - E nem vou na casa dos meus pais.
Eu: Me desculpe - sussurrei.
Mãe: Vem aqui - falou ela me puxando e me abraçando forte - É a coisa mais importante na minha vida e tudo o que eu faço é pensando no seu bem.
                 Eu sorri assim que ela me soltou e ela me deu um beijo na testa.
 Mãe: Vou terminar de arrumar minhas coisas - falou ela e saiu do meu quarto.
                Fiquei pensativa depois daquilo e desci pra esperar ela lá em baixo, fui na cozinha e peguei uma fruta estava indo pra sala assistir tv quando a companhia tocou.
Mãe: Atende aí filha - gritou ela lá do seu quarto.
Eu: Já vou - gritei para a pessoa que estava na porta.
                Assim que abri a porta um sorriso de ponta a ponta brotou em meu rosto.
Eu: Oi Jay - falei puxando ele pra dentro e beijando-o.
                O beijo foi bem calmo e suave, eu estava morrendo de saudades dele. Ontem o clima estava um pouco tenso por causa da presença do Den então eu apenas queria matar a saudade do meu namorado perfeito.
Justin: Adoro quando você faz isso - falou ele com os lábios ainda próximos aos meus e olhando fundo nos meus olhos.
Eu: Isso o que? - perguntei me fazendo de desentendida.
Justin: Quando você me beija - respondeu ele e logo em seguida mordeu o lábio inferior.
Eu: Uhm... Eu adoro beijar você - rebati e envolvi meus braços em volta do seu pescoço dando inicio a um beijo mais intenso.

Continua... ( Desculpa a demora amores, é que eu estava realmente sem tempo. Comentem mais bebês e me ajudem a divulgar o blog por favor (: O número de comentários nunca aumenta e de vez enquando dá uma caída, desse jeito não dá mesmo amores. Os comentários é o que alimenta as esperanças da escritora e quanto mais comentários mais nos esforçamos para escrever uma coisa que vocês gostem muito, mais se vocês não comentem pensamos que não estão gostando e as idéias não vem de jeito nenhum a única coisa que não conseguimos esquecer é que ninguém comenta o que pra nós significa que não estão gostando )= Me digam o que estão achando da história e do novo estilo do blog, amo muito vocês e Obrigado à todas as leitoras que comentam sempre)

~~Respondendo~~

#ImagineBeliebers: Amor vou arrumar um jeito de encaxar sua idéia no #IB (:
E para as outras dreamys estou continuando minhas gatinhas e sejam bem vindas as novas dreamys e obrigado as anônimas por comentar *--* Bjustin!          

terça-feira, 27 de setembro de 2011

Dreams - Part. 24

Postado por @slaysdrauhl às 17:10
Reações: 
7 comentários
O Justin sorria pra mim enquanto eu acenava para as pessoas da plateia e sorria pra ele também, eu e as meninas nos apresentamos pra plateia enquanto o treinador falava com os meninos. Eles logo entraram e nós fomos para o lado da quadra torcer por eles, assim que o Justin fez a sua primeira sexta piscou pra mim e eu sorri envergonhada, aliás, todos olharam pra mim.

            O jogo começou e ficamos torcemos o tempo todo, teve o intervalo e nós tivemos que fazer uma pequena apresentação para o publico, estávamos ganhando o jogo por 23 x 14 mais o time da Universidade do Texas estavam correndo atrás para ultrapassar. Os meninos voltaram para a quadra e se iniciou a partida novamente, o jogo melhorou ainda mais e ganhamos de 47 x 21. Entramos em quadra junto com os meninos do time para agradecer ao publico pelo carinho e assim que eu cheguei perto do Justin ele me puxou e me deu um beijo.
Narrador: Acho que o Justin está com uma nova namora – comentou ele e sorriu – Vamos concordar que ele é uma gata, muito gata mesmo. Esse menino escolhe bem.
            Todos começaram a bater palma e gritar, assim que ele parou de me beijar sorriu e eu fiquei morrendo de vergonha de encarar a platéia novamente, fomos para o vestiário e lá os meninos fizeram uma festa imensa junto com o treinador. Meu celular tocou e eu me afastei um pouco para atender.
(LigaçãoON)

Eu: Alô – falei assim que atendi.
XX: Oi (SeuNome) – falou o Den e parecia tenso.
Eu: Oi Den – rebati confusa.
Den: Então... Eu queria – falou ele e parou.
Eu: Você queria? – perguntei curiosa.
Den: Eu queria saber se você quer tomar um sorvete comigo pra comemorar a sua estréia como líder de torcida – concluiu ele.
Eu: Ah nem sei Den – falei assim que me lembrei da discussão que tivemos.
Den: Eu prometo que não vou fazer nada de errado – falou ele e isso me comoveu.
Eu: Ta bom então – falei e respirei fundo.
Den: To te esperando aqui fora do ginásio – falou ele e logo em seguida desligou.
(LigaçãoOFF)

            O Justin veio em minha direção sorrindo e me selou.
Justin: E então... – falou ele e parecia querer alguma coisa.
Eu: Então o que? – perguntei confusa.
Justin: Posso saber quem era no telefone? – perguntou ele mexendo no meu cabelo.
Eu: Ah – falei soltando o meu cabelo e arrumando ele – Era o Denyel.
            Vi a expressão do Justin mudar quando eu disse aquilo.
Justin: O que ele queria? – perguntou ele sério.
Eu: Ele me convidou pra tomar um sorvete – falei indo até o vestiário das lideres e ele foi me acompanhando até lá.
Justin: E...? – rebateu ele e antes de entrar no vestiário eu me virei de frente pra ele.
Eu: Eu aceitei – falei olhando fundo nos olhos dele que transpareciam uma coisa que eu não conseguia decifrar.
Justin: A turma quer ir comemorar porque não vamos todos juntos? – perguntou ele mudando de assunto – Se quiser ir só com o Den tudo bem.
Eu: Pode ser com a turma mesmo – falei e o selei – Vou trocar de roupa agora e você não pode entrar.
            Ele fez biquinho e eu o selei mais uma vez, entrei no vestiário e troquei de roupa. Mandei uma mensagem pro Den avisando que a turma ia com a gente, mas ele nem respondeu acho que esta tudo bem se eles forem. Eu e as meninas terminamos de nos arrumar e logo em seguida saímos nos deparando com os meninos a nossa espera na porta.
Justin: Que demora amor – reclamou ele assim que eu encostei ao seu lado.
Eu: Desculpa – conclui arrumando minha roupa.
( Sua roupa era assim *--*)

       Ele me selou e depois saímos todos juntos, a Selena e o Jhon não quiseram vir então nem insistimos muito. Assim que chegamos lá fora eu vi Den sentado mexendo no celular e resolvi dar um susto nele, o Justin estava concentrado conversando com os meninos sobre as sestas que ele fez e nem percebeu que eu fui até o Den.
            O Den realmente estava focado no que estava fazendo, então eu fui de mancinho e assim que cheguei perto dele tampei seus olhos o que fez com que ele se assustasse a ponto de dar um leve pulo.
Den: (SeuApelido) isso não tem graça – falou ele sorrindo.
Eu: Não sou nenhuma (SeuApelido) – falei tentando mudar a minha voz – Tem que adivinhar.
Den: Esta bem então pessoa desconhecida – falou colocando suas mãos sobre as minhas que ainda estavam em seus olhos – Seu nome é (SeuNomeCompleto) e você é a garota mais linda que eu já vi na vida.
            Após ouvir aquilo fiquei com vergonha e soltei os olhos dele devagar, ele olhou pra trás e sorriu eu retribui e ficamos em silêncio durante um tempo.
Eu: Vamos – falei quebrando o silêncio.
Den: Vamos sim – falou ele sorrindo e se levantando.
            Fomos andando atrás da turma que não paravam de falar do jogo, eu o Den ficamos conversando sobre outros assuntos e ele até tentou pegar na minha mão mas eu a puxei de vagar e ele ficou tenso com isso.
Den: E então o que está achando da vida de comprometida? – perguntou ele puxando assunto.
Eu: Ainda está cedo demais para julgá-la – falei e começamos a sorrir.
            O Justin olhou para trás e me viu conversando com o Den, vi ele fechar a cara e respirei fundo.
Den: Vamos apressar o passo – falei andando mais rápido.
            Encostamos na turma e assim que eu cheguei perto o Justin segurou minha mão e sorriu pra mim, eu retribui e depois prestei atenção na conversa das meninas. O Justin foi acalmando os passos nos deixando um pouco distantes da turma, assim que estávamos bem atrás ele me puxou dando inicio a um beijo.
Justin: Eu te amo – sussurrou ele no meu ouvido e depois me beijou de novo.
Eu: Eu também – rebati assim que ele parou de me beijar.
            Ele sorriu e depois pegou em minha mão, voltamos a andar e andávamos de vagar e ele ficava balançando nossas mãos. Parecíamos duas crianças brincando de mãos dadas e eu adorava quando vaziamos aquilo, me sentia apenas eu mesma perto do Justin nada mais nada menos que uma garota sortuda nessa vida. Eu não precisava fingir ser outra pessoa perto dele e nem ele perto de mim, éramos apenas nós mesmos amando demais um ao outro.
            A turma encurtou os passos para nos acompanhar e assim que me viu com o Justin o Den se afastou indo para o outro lado ficando sozinho. Paramos em uma praça ali perto e os meninos foram buscar sorvete pra gente, as meninas ficaram falando de roupas e sapatos, ainda bem porque só assim elas param de me zuar um pouco. Encostou um carro muito lindo ali na praça com um som muito alto e eu e as meninas começamos a babar o carro.
(O carro era esse)

                Os meninos voltaram com os sorvetes e começaram a babar o carro também.
Justin: Nossa lindo bugatti - falou ele encantado com o carro.
                 Eu sorri pelo nariz e ele virou-se pra mim sorrindo.
Justin: Só não é mais lindo que você - falou ele me entregando o sorvete e me selando.
                Sorri envergonhada e ele sorriu de lado, estava tocando umas músicas bem legais e a praça começou a ficar cheia estilo uma baladinha. Eu e as meninas caímos na dança e os meninos fizeram o mesmo eu dançava um pouco com as meninas, um pouco com o Den e bastante com o Justin. Voltamos para o ginásio pois o carro dos meninos estavam lá e logo depois nos despedimos dos meninos e o Justin me levou pra casa, o Den foi sozinho e assim que eu cheguei na frente da minha casa vi ele entrando na dele. 
Justin: Foi um dia bem longo hoje - falou ele.
Eu: Foi sim - rebati.
Justin: Então... Tchau - falou ele sorrindo - Te amo.
Eu: Tchau - rebati sorrindo também - Te amo mais.
                 Nos beijamos e logo depois eu sai do carro indo pra casa, assim que cheguei lá subi tomei um banho. Realmente foi um dia cheio me deitei e não demorei muito para dormir.

Continua... (Ah amoores quero mais comentários (: Comentem por favor, comentem mais! Se tiverem amigas que gostem de #IB divulguem para ajudar mais no reconhecimento do blog. Bjustin e boa leitura pra vocês.)



segunda-feira, 26 de setembro de 2011

Dreams - Part. 23

Postado por @slaysdrauhl às 16:40
Reações: 
6 comentários
O Den respirou fundo e ficou calado, eu estava me sentindo tão mal por estar dizendo aquelas coisas pra ele mais era o único modo que eu tinha para fazê-lo parar com isso.
Den: Felicidades então – falou ele sério e logo foi em direção a sua casa.


Bufei e entrei pra dentro de casa, me deitei no sofá e coloquei meus fones no ouvido. Fiquei ouvindo música e pensando. Senti meu celular vibrar na minha barriga e parei a música para atender.

(LigaçãoON)
Eu: Alô – falei assim que atendi.
XX: (SeuNome) aqui é a Serine – falou ela.
Eu: Ah, Oi Serine – falei sorrindo.
Serine: Desculpa incomodar – falou ela sorrindo também – É que a treinadora das líderes quer o antigo grupo novamente.
Eu: O que? – perguntei assustada.
Serine: Ela não gostou das novas meninas e nos chamou novamente – falou ela e parecia apreensiva.
Eu: Fala sério – rebati e respirei fundo.
Serine: E aí topa? – perguntou ela.
Eu: Sem dúvidas – falei e sorri – Quero só ver a cara da Selena quando voltarmos.
Serine: Eu também – falou ela sorrindo – O jogo começa as 20:00 então vai pra lá 18:30 que vamos ensaiar antes.
Eu: Ok – rebati sorrindo.
Serine: Até lá amiga – falou ela – Beijos.
Eu: Até – rebati – Beijos pra você também.
(LigaçãoOFF)

            Já era 15:45 e como estava cedo ainda voltei a escutar música, acabei dormindo e acordei com a minha mãe me chamando.
Mãe: (SeuNome) – chamou ela e eu abri meus olhos – Vai pra cama filha.
Eu: Que hora é essa? – perguntei ainda meia sonolenta.
Mãe: 17:30 – falou ela e eu pulei do sofá.
Eu: Voltei para grupo de líderes e vou estrear hoje – falei e minha mãe abriu um sorriso enorme.
Mãe: Que horas começa o jogo? – perguntou ela e parecia mais empolgada que eu.
Eu: O jogo começa às 20:00, mais eu tenho que estar lá às 18:30 pra ensaiar – conclui subindo as escadas.
            Minha mãe subiu comigo pro meu quarto, eu peguei uma roupa para ir e guardei meu uniforme na bolsa.
Mãe: O que aconteceu entre você e o Justin? – perguntou ela me olhando.
Eu: Nada – respondi enquanto pegava minha toalha.
Mãe: Quando eu sai daqui ele estava muito mal – falou ela ainda me olhando.
Eu: Mãe foi só uma pequena briga – respondi olhando pra ela.
Mãe: Ele gosta de você filha – falou ela tomando a minha atenção.
Eu: Como sabe disso? – perguntei.
Mãe: O modo como ele te olha, como ele fala de você e o mais importante à lágrima que ele derramou por você hoje – falou elame olhando séria.
Eu: Ele chorou mãe? – perguntei preocupada.
            Minha mãe assentiu com a cabeça e eu senti um aperto no coração, me lembrei das promessas que ele me fez fazer e das promessas que ele me fez. A única coisa que eu menos quero é ter um coração partido, e ter que quebrar as promessas que eu fiz pra ele.
            Não falei mais nada e fui tomar meu banho. Assim que sai do banho sequei meu cabelo e me vesti, terminei de me arrumar e já eram 18:15. Peguei a minha bolsa e desci fiquei lá em baixo esperando minha mãe, ela estava demorando muito.
Eu: Mãe – gritei.
Mãe: Já estou indo – falou ela descendo as escadas.
            Entramos no carro e já era 18:20.
Mãe: Então o que esta rolando entre você e o Justin? – perguntou ela me deixando sem jeito.
Eu: Estamos namorando – sussurrei e mostrei a aliança no meu dedo.
Mãe: Namorando?! – rebateu ela sorrindo – Quando ele vai falar comigo?
Eu: Não sei – respondi arrumando meu cabelo.
Mãe: Que tal marcarmos um jantar com a família dele lá em casa? – perguntou ela sorrindo.
Eu: Vamos com calma mãe – falei sorrindo da ansiedade dela - E ele nem mora com a família.
Mãe: Sério?! - falou ela arregalando os olhos.
Eu: Ele mora com uns amigos - respondi me olhando pelo retrovisor - Mais ele tem pais.
Mãe: Então eu quero conhecê-los - falou ela insistindo.
Eu: Como quiser - conclui.
            Ela sorriu e depois ficamos falando sobre o tal jantar com a família do Justin, chegamos na frente do ginásio e eu desci.
Eu: Tchau mãe – falei e bati a porta do carro.
Mãe: Tchau filha – falou ela ligando o carro novamente – Até mais tarde.
Eu: Até – rebati sorrindo.
            Ela iniciou a partida e eu fui até o ginásio assim que entrei me deparei com as meninas e a treinadora conversando.
Treinadora: Olha só a nossa líder – falou ela sorrindo e todas vieram em minha direção, menos a Selena.
            Eu sorri sem entender nada.
Serine: Vamos colocar o uniforme meninas – falou ela.
Treinadora: O seu mudou (SeuNome) – falou ela me dando um uniforme diferente – Agora você é a líder do grupo.

(Seu uniforme era mais ou menos assim com o nome do time na blusa e uma meia soquete com um tênis esportivo branco)

            Fiquei boquiaberta e a Selena me fuzilava de um modo assustador.
Eu: Mas eu nem sei ser uma líder – falei e todas sorriram.
Treinadora: Calma – falou ela – É a mesma coisa, a única diferença é que você puxa o grupo.
            Respirei fundo e depois nós fomos para o vestiário, trocamos de roupa e depois ensaiamos um pouco. O ginásio começou a ficar cheio e nós fomos até o vestiário dos meninos do basquete já que vamos entrar com eles.
Sam: Você entra com o Justin e eu e as meninas acompanhamos um dos jogadores – falou ela sorrindo pro Chaz.
Eu: Ok – falei um pouco mais aliviada.
            O tal namorado da Selena agora estava no basquete e eles estavam se pegando sem nenhum pudor, o Justin encostou perto de mim e me selou.
Justin: Você está linda – falou ele sorrindo e me olhando de cima pra baixo enquanto mordia o lábio inferior.
Eu: Você também – falei sorrindo envergonhada.
Justin: Que bom que você é a líder agora – falou ele e me beijou novamente.
            Me afastei dele, aliás, eu estava com vergonha de ficar fazendo aquilo na frente dos outros. Os narradores começaram a falar algumas coisas lá e os meninos foram pra longe da gente pra armar as estatísticas do time.
Bree: Vocês estão namorando? – perguntou ela encostando do meu lado.
Eu: Sim – conclui.
Sam: aaaah que fofinhos – falou ela sorrindo.
Serine: Eu já sabia – falou ela sorrindo.
Britney: Isso mesmo amiga – falou e todos nós sorrimos.
            O primeiro time já havia entrado e daqui a poucos minutos nos chamariam, o Justin encostou do meu lado.
Justin: Posso te beijar pra dar sorte? – perguntou ele de um modo encantador.
            Olhei para lado e vi as meninas cada uma com seu namorado e depois voltei meus olhos ao Justin beijando-o. Ergui um pouco os pés, aliás, ele é um pouco mais alto que eu, encerrei o beijo com selinhos e depois sorrimos um pro outro, os narradores nos chamaram e entramos um do lado do outro de mãos dadas.
Narrador: Na quadra agora a Universidade de Los Angeles – falou um deles – Um dos melhores times com o famoso Justin Bieber como capitão.
            O Justin sorria pra mim enquanto eu acenava para as pessoas da platéia e sorria pra ele também, eu e as meninas nos apresentamos pra platéia enquanto o treinador falava com os meninos. Eles logo entraram e nós fomos para o lado da quadra torcer por eles, assim que o Justin fez a sua primeira sexta piscou pra mim e eu sorri envergonhada, aliás, todos olharam pra mim. 

Continua... (Ah desculpa pela demora amoores é que eu estava meia preguiçosa esses dias e sem tempo também, posto sempre que poder e obrigado pelos comentários que vocês estão mandando (: Sejam bem vindas as novas leitoras e continuem postando babys! Amo vocês, Bjustin)

sexta-feira, 23 de setembro de 2011

Dreams - Part. 22

Postado por @slaysdrauhl às 16:17
Reações: 
6 comentários
Respirei aliviada assim que disse isso, ele abriu um sorriso imenso e logo depois pegou minha mão colocando a aliança em meu dedo. Ele me puxou mais pra perto e me beijou, o beijo foi o mais calmo e apaixonado possível era como se eu não estivesse mais em meu normal. Ele chegava a ser um sonho pra mim, não acreditava que ele me pertencia agora. Ficamos nos beijando e assim que paramos eu o convidei para entrar na minha casa novamente, entramos e ficamos assistindo filme enquanto comíamos pipoca e tomávamos refrigerante, nos beijamos a maior parte do tempo e eu fiquei fazendo cafuné na cabeça do dele.

            Estávamos assistindo um filme de comédia e eu ria ainda mais quando o Justin imitava as cenas do filme, ele ficava me olhando enquanto eu sorria.
Eu: Porque me olha tanto hein? – perguntei tímida.
            Ele não respondeu minha pergunta, apenas se aproximou e me selou.
Justin: Promete que nunca vai me deixar? – perguntou ele olhando fundo em meus olhos – Promete ser minha pra sempre?
            Ele parecia inseguro com sigo mesmo, sua expressão havia mudado ele parecia sentir medo.
Eu: Só se você prometer que nunca vai ferir meus sentimentos – rebati fazendo ele sorrir pelo nariz – E prometer que não vai mais ter ciúmes de mim com meus amigos.
Justin: Eu prometo que vou fazer o possível e o impossível para nunca ferir seus sentimentos – falou ele me fazendo sorrir boba – E promete conter o meu ciúme de você.
            Ele fez um biquinho abaixando a cabeça e eu coloquei minha mão em seu queixo erguendo sua cabeça e o beijando.
Justin: Agora é sua vez – falou ele assim que eu encerrei o beijo.
 Eu: Eu prometo que nunca vou te deixar – falei olhando no fundo dos olhos dele – E prometo que serei sua pra sempre, mas a minha promessa depende da sua hein.
            Ele sorriu e depois me beijou, assim que paramos de nos beijar o celular do Justin tocou.
Justin: Alô – falou ele assim que atendeu – Ah é bro to indo já.
            Ele desligou e olhou pra mim com cara de cachorro abandonado.
Justin: Vai ver o jogo hoje? – perguntou ele.
Eu: Ah nem sei – respondi e ele assentiu com a cabeça.
Justin: Tenho que ir agora – falou ele e logo me beijou – O Ryan disse que vamos treinar daqui a pouco.
Eu: Ah tudo bem – falei sorrindo de lado.
            Levei-o até a porta e antes de sair ele virou de frente pra mim e me beijou.
Justin: Eu te amo – sussurrou ele em meu ouvido e beijou meu pescoço.
            Meus pelos da região da nuca arrepiaram-se por inteiro ao sentir seus lábios.
Eu: Eu amo mais – falei e ele sorriu logo em seguida me beijando.
            Ele foi em direção ao carro e antes de iniciar a partida acenou pra mim, fiquei ali olhando até que o carro dele virou a esquina. Suspirei ao lembrar que somos namorados agora e sorri sozinha, nem notei o Den vindo em minha direção.
Den: E agora vocês são namorados? – perguntou ele sério me tirando dos meus devaneios.
Eu: Agora sim – falei olhando a aliança de compromisso que havia em meu dedo anelar da mão direita.
Den: Ah – falou ele com um sorriso forçado.
Eu: Oh Den não entendo essa sua reação – falei expressando duvidas – Você que sempre me dizia pra arrumar um namorado e agora fica estranho comigo só porque eu estou namorando.
Den: Antes era diferente – falou ele virando o rosto.
Eu: Diferente como? – perguntei com mais duvidas ainda.
Den: Eu tinha namorada e achava que você deveria arrumar um pra parar de gostar de mim – falou ele olhando para o chão.
Eu: Ah então você sabia que eu gostava de você? – perguntei e assenti com a cabeça de um modo negativo.
Den: Sabia, mais éramos melhores amigos e eu não queria estragar tudo – falou ele olhando pra mim
            Bufei e desviei meu olhar.
Eu: Cansei de correr atrás Den – falei – Agora eu amo alguém que me ama também.
Den: Como sabe que ele te ama? – perguntou ele olhando nos meus olhos.
Eu: Como sabia que eu gostava de você? – rebati outra pergunta e ele respirou fundo – Essas coisas nós sentimos Den o jeito como a pessoa nos olha, quando nos toca, quando nos beija tudo isso diz mais que palavras. São pequenos atos que transformam a nossa vida.
Den: Pequenos atos que eu já fiz milhares de vezes por você –falou ele alterado.
Eu: Olha só o que você esta falando – falei me afastando.
Den: Só estou dizendo a verdade – falou ele se aproximando.
Eu: É um pouco tarde demais não acha?! – falei e me afastei novamente – Eu amo o Justin agora.
            O Den respirou fundo e ficou calado, eu estava me sentindo tão mal por estar dizendo aquelas coisas pra ele mais era o único modo que eu tinha para fazê-lo parar com isso.
Den: Felicidades então – falou ele sério e logo foi em direção a sua casa.

Continua... dependendo do número de cometários! (Desculpa a demoro é que eu tava meia sem tempo esses dias, vou postar sempre que der comentem muito amores, taah dando pra comentar denovo #UHU. Bjustin)

quinta-feira, 22 de setembro de 2011

Aviso

Postado por @slaysdrauhl às 16:13
Reações: 
0 comentários
       Amores me disseram que não está dando para comentar e eu acho que é um problema no blog )= Se vocês não conseguirem comentar pode deixar uma mensagem na caixa de mensagem ao lado para que eu saiba o que estão achando. Só isso mesmo, vou ver se consigo dar um jeito nisso mais tarde (= Bjustin e até a próxima postagem!

quarta-feira, 21 de setembro de 2011

Dreams - Part. 21

Postado por @slaysdrauhl às 15:47
Reações: 
2 comentários

Eu: [SeuNome] você aceita ser minha namorada? – perguntei sorrindo de lado enquanto abria a caixinha.


[SeuNome]: Eu andei pensando sobre o assunto e... – falou ela e parou.
            Já se passavam coisas negativas em minha mente.
[SeuNome]: Eu não sei mais viver sem você – conclui ela – O que eu mais quero é ser sua namorada.
            Sorri de ponta a ponta e peguei a mão dela colocando a aliança em seu dedo e logo em seguida beijando-o, puxei-a pra mais perto e beijei-a novamente calmamente e apaixonante. Sonhei tanto com esse dia e agora ela finalmente vai me pertencer, hoje vai ser marcado como o melhor dia de todo minha vida.
(JustinOFF)

            Enquanto me virei para sorrir pro Den escutei a porta do carro do Justin se fechando, me virei e ele estava lá dentro com uma cara de furioso. Entrei dentro do carro também e olhei pra ele séria.
Eu: Qual é o seu problema? – perguntei ainda séria.
Justin: O seu amiguinho ali – respondeu ele emburrado apontando com a cabeça para o Den. 
Eu: Você é burro ou se finge? - perguntei e logo em seguida respirei fundo.
Justin: Talvez eu seja burro mesmo, aliás, esse Denyel... – começou ele e antes que ele terminasse eu o beijei.
            Coloquei uma das minhas mãos em seu rosto pressionando mais os nossos lábios, ele não reagiu na hora mais logo começou a retribuir meu beijo. Ele envolveu minha cintura e me puxou mais contra seu corpo, nossas línguas trabalhavam em conjunto sem atrapalhar uma a outra. Calafrios imensos percorriam meu corpo e eu não conseguia pensar em mais nada a não ser nos beijos, nos toques e na necessidade que eu sinto por ele.
            Ficamos nos beijando até todo o nosso ar esgotar e encerramos o beijo com selinhos, o Justin acariciou meu rosto e fechei meus olhos ao seu toque e assim que abri me deparei com o Justin sorrindo feito um bobo. Ficamos sorrindo um pro outro durante um tempo.
Eu: Para com esse ciúme bobo – sussurrei sorrindo e ainda com pouco fôlego – Foi você quem eu escolhi então não precisa ficar inseguro, não quero mais ninguém além de você, é você quem eu amo.
            Talvez aquela tenha sido a melhor coisa que eu já disse em toda a minha vida, ele me dá a confiança de dizer o que eu sinto e penso. Ele sorria bobo assim que eu falei e eu sorria junto com ele o selei e ele logo me puxou para um beijo intenso.
Justin: Então... Já tem a resposta pro meu pedido? – perguntou ele assim que encerrou o beijo.
Eu: Qual era o pedido mesmo? – perguntei sorrindo e me afastando.
            Ele levou sua mão até o bolso esquerdo de sua calça e tirou uma caixinha aveludada, fiquei impressionada e logo sorri boba seguida de uma leve mordida em meu lábio inferior. Nem acreditava que ele havia comprado uma aliança de compromisso pra mim, ele me olhava de um modo encantador.
Justin: Quer namorar comigo [SeuNome] ? – perguntou ele sorrindo de lado abrindo a caixinha.
            Fiquei vidrada na aliança, ela era a coisa mais linda desse mundo.


(Foi a mais bonita que eu achei para compromisso)

Eu: Eu andei pensando sobre o assunto e... – falei e parei, pois ainda não acreditava no que estava acontecendo.
            Coisas passaram na minha mente, lembrei de quando ele se declarou pra mim e todos os momentos maravilhosos que passamos há tão pouco tempo. Não importa se é cedo demais, porque o amor que eu sinto por ele deve vir de gerações e eu não posso impedir e enganar meus sentimentos. Talvez essa seja à hora de jogar tudo para o alto e viver como se não houvesse o amanhã, pensar apenas nesse hoje que pode ser o melhor e o inicio dos melhores dias da minha vida.
Eu: Eu não sei mais viver sem você – conclui de uma só vez – O que eu mais quero é ser sua namorada.
       Respirei aliviada assim que disse isso, ele abriu um sorriso imenso e logo depois pegou minha mão colocando a aliança em meu dedo em seguida beijando-a. Ele me puxou mais pra perto e me beijou, o beijo foi o mais calmo e apaixonado possível era como se eu não estivesse mais em meu normal. Ele chegava a ser um sonho pra mim, não acreditava que ele me pertencia agora. Ficamos nos beijando e assim que paramos eu o convidei para entrar na minha casa novamente, entramos e ficamos assistindo filme enquanto comíamos pipoca e tomávamos refrigerante, nos beijamos a maior parte do tempo e eu fiquei fazendo cafuné na cabeça do Justin.

Continua... ( Tooh super triste com vocês =( Cadê os comentários?! Me abandonaram de vez é?! Eu fico me preocupando com o que vocês estão achando e se vocês não comentam eu penso que não estão gostando aí eu num consigo ter idéias para as postagens ;S Comentem mais amoores, naum me abandonem se num eu paro de vez #bubu! Bjustin e até mais )

 

* Only Imagine Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos