sexta-feira, 6 de abril de 2012

Dreams - Part. 71

Postado por @slaysdrauhl às 21:36
Reações: 
Apaguei a luz e saí do quarto deixando a dormindo, fui para o meu quarto e me deitei para dormir. Fiquei pensando durante mais um tempo e como eu estava exausta logo peguei no sono.

            Acordei com um som ligado praticamente em altura máxima e eu podia sentir as batidas frenéticas da música alta tremer a minha cama me assustando um pouco, me levantei e fui cambaleando até o banheiro me recompor. Tirei meu pijamo jogando-o em qualquer lugar do banheiro e depois entrei no chuveiro ainda com meus olhos fechados, era enexplicavel a falta que eu senti da minha cama já havia esquecido o quanto ela era maravilhosa. Depois de terminar de tomar banho saí do banheiro enrolada na toalha e andei até meu computar ligando para ver qual era as novas na minha caixa de email. Deixei-o ligando e fui procurar uma roupa, me vesti e depois fui até o computador novamente me sentando e acessando o que eu queria tanto ver. Haviam emails novos das minhas amigas brasileiras e eu fiz questão de responder cada um, enquanto respondia e passava meus olhos sobre aqueles emails de curiosidade sobre minha vida pessoal e sobre como estou me sentindo por aqui eu vi um, apenas um que me chamou muito a atenção a ponto de me fazer ignorar todos os outros e clicar especialmente nele.
            Eu não tinha certeza se aquele email era mesmo da pessoa que estava na minha mente, mas eu precisaria ler para tirar toda essa duvida, estava carregando lentamente e enquanto isso eu batia meu pé freneticamente sobre o chão enquanto mordia meu lábio inferior cada vez mais forte. Senti meu coração acelar quando a pagina terminou de carregar e uma chama de esperança se acendou no meu mais profundo quando eu comecei a ler as primeiras palavras. Tentei evitar, mas logo meus olhos começaram a nadar em umidade. Senti uma excitação sobre meu coração que fez os batimentos ficarem acelerados e mais forte, respirava fundo tentanto me conter enquanto limpava minhas lágrimas passando as costas de minhas mãos repetidamente sobre meus olhos, mas tudo já estava ficando embaçado o bastante para que eu se quer pudesse ver mais alguma coisa. Me esforçei mais um pouco e em fim terminei de ler, senti uma tontura momentanea enquanto um sorriso se arqueava sobre o canto dos meus lábios. Lembrava-me das palavras que acabará de ler e meu sorriso só aumentava, não pensei muito ao pular da cadeira e abrir a porta do meu quarto as pressas batendo a com toda a força. Corri descendo as escadas acelerademente correndo o perigo de cair e me mechucar feio, eu não consiguia raciocinar eu só conseguia pensar em uma coisa “Ele estava vindo me ver” um sorriso de ponta a ponta se formou em meu rosto quando eu cheguei na cozinha e conquistei o olhar de minha mãe, meus olhos ainda liberavam algumas lágrimas e ela me olhava preocupada enquanto parecia esperar pela minha atitude.
Eu: Ele esta vindo – murmurei e ela respirou fundo relaxando sua expressão.
Mãe: Ele mandou email para você também? – perguntou ela cemi-cerrando o cenho e voltando a lavar os pratos.
Eu: Claro que sim, quando ia me contar mãe? – perguntei encostando-me do seu lado e fitando-a durante um tempo.
Mãe: Ele disse que contaria, então não foi preciso que eu o fizesse – falou ela me olhando e depois voltando sua atenção as louças.
Eu: Ele disse que está ansioso para conhecer o Justin, disse que você fala muito sobre ele quando vocês se falam – comentei e ela sorriu amarelo.
Mãe: Ele sempre me pergunta sobre você e inclusive sobre seu namorado – disse ela enquanto empilhava os pratos para secá-los.
Eu: Deixa que eu ajudo – falei pegando o pano de prato – Acha que ele vai gostar do Justin? – perguntei secando o primeiro prato e entregando nas mãos dela que os levaram até o armário.
Mãe: Acho que é meio impossivel não gostar do Justin – falou ela com um meio sorriso me tirando um sorriso bobo.
Eu: Deve ser – sussurrei para mim mesma enquanto me lembrava do quão maravilhoso ele era.
Mãe: Quando ele chegar aqui, quero que passe a melhor impressão possivel – sibilou ela me olhando intimadora – Ele me dizia pelo telefone que talvez em minha presença e sobe o meus ensinamentos você não teria bons modos – concluiu ela pondo a ponta de sua lingua para fora com cara de nojo – Não que você nãos seja educada.
Eu: Até quando vocês dois iram ficar nessa? – perguntei lhe entregando o ultimo prato.
Mãe: Até quando seu pai parar de agir como se eu não tivesse idade o suficiente para cuidar de você longe dos olhos e da intromissão dele – ela praticamente cospiu as palavras sobre mim e eu a fitei um pouco assustada.
Eu: Tudo bem, só espero que não hajam brigas enquanto ele estiver aqui mãe – murmurei abaixando meu olhar – Não quero ter que passar por tudo outra vez.
Mãe: Fique tranquila querida – falou ela vindo em minha direção e depositando um beijo em minha testa – Vou estender as roupas, tem pães no armário, mas se preferir pode comer cereal – concluiu ela deixando-me sozinha na cozinha.
Eu: Meu pai virá me visitar – cantarolei enquanto pegava o cereal e o leite.
            Coloquei as coisas sobre a mesa e tomei o meu café da manhã, nada saudavel como diz a minha mãe, enquanto lia um jornal. Havia algumas coisas importantes, como listas de universidade, logo eu precisaria ver isso já que faltavam apenas dois anos para eu concluir meus estudos. E também haviam listas de empregos e eu precisaria disso para poder pagar minha própria faculdade, vi um emprego que conquistou minha atenção e não precisava-se de experiência alguma. Li mais para tirar algumas duvidas e depois de uma longa examinada descidi ver pessoalmente como seria isso tudo, anotei os telefones e o endereço de email e depois subi para o meu quarto para entrar no site e marcar uma entrevista ou talvez apenas uma visita.
            Fiquei focada no que estava fazendo durante um longo tempo até que escutei meu celular vibrar, fui até ele que estava jogado sobre a cama e peguei-o percebendo que já haviam dez chamadas perdidas do Justin e uma nova mensagem. A mensagem era da Bree e lá ela dizia para que eu fosse até o Ginásio para uma reunião das lideres, respondi avisando que já estava a caminho e depois amarrei meu cabelo em um rabo de cavalo, arrumei uma mochila com roupas e desci. Fui até a cozinha e peguei uma maçã e depois me dirigi até a lavanderia para avisar a minha mãe que eu estava de saída, ela me ofereceu carona mais estava tão ocupada ali que eu descidi recusar, aliás, o Ginásio não era tão longe. Saí de casa e semi-fechei meus olhos quando o sol veio de encontro a meu rosto, coloquei uma mexa solta do meu franjão atrás da orelha pois ela estava sobre meu rosto me atrapalhando. Desci a escadaria enquanto cantarolava a música Turn up the music – Chris Brown e segui o caminho de silencio entediante até o Ginásio, antes que eu chegasse me encontrei com o Christopher a caminho do Ginásio também e apressei meus passos para acompanhá-lo, aliás, andar sozinha é ruim demais.
Eu: Oi – falei sorrindo quando encostei ao lado dele.
Chris: Oi – disse ele sorrindo de lado.
            O silencio tomou conta novamente e era bem mais desconfortante com alguém do lado, respirei fundo e tirei a franja do meu rosto novamente.
Chris: Eu soube que seu pai está voltando – comentou ele enfim quebrando o silencio.
Eu: Pois é – falei eufórica – Isso é demais, não é? – comentei atropalando minhas palavras.
Chris: É sim – ele sorriu do modo como eu estava agindo, feito uma criança e eu senti minhas bochechas corarem – É bom te ver feliz.
            O encarei durante um tempo e depois fitei o chão, o modo como ele falou parecia-me que ele não me via feliz a tempos. Mas acontece que quase sempre eu estava feliz, eu estava feliz por ter o Justin e feliz pelos meus amigos. Por que ele disse isso nesse tom? Suas palavras rondavam repetidamente minha cabeça enquanto eu tentava encontrar o sentido delas.
Eu: O modo como você disse... – comentei olhando para ele durante um tempo enquanto pensava e dava uma pausa para ver a melhor maneira de concluir – Paresse que quis dizer que não me vê feliz há algum tempo – conclui enfim eliminando minha preocupação.
            Um sorriso torto se formou em seus lábios e seus olhos se encotraram aos meus por um momento.
Chris: Eu não quis dizer isso – ele ainda sorria enquanto fitava algo além do horizonte.
Eu: É o que você deu a entender – pressionei e ele apenas sorriu pelo nariz.
Chris: É bom saber que está feliz com a visita do seu pai – falou ele me olhando com um sorriso sarcástico – Melhorou?
Eu: Bem melhor – sibilei e ele sorriu dessa vez mostrando os dentes.
            Seguimos o restante do caminho que não era muito longo em silencio, apenas escutando o barulho dos passaros cantando e do vento balançando as folhas das árvores. Estava cedo demais e as ruas ainda estavam vazias, chegamos no ginásio e eu me despedi dele indo ao encontro das meninas e da treinadora que estavam me esperando perto do estacionamento.
Treinadora: Bem vinda de volta Capitã – comprimentou-me ela sorrindo, seu sorriso era contagiante não pude deixar de retribui-lo.
Eu: Obrigada – agradeci com um sorriso de lado.
            Ficamos discutindo sobre as normas das lideres e entre outras coisas, depois a treinadora descidiu que deveriamos treinar um pouco para reaquecer e então entramos no ginásio para pegar-mos nossos uniformes. Ainda estava tendo treino dos meninos e quando entramos acabamos chamando um pouco de atenção, senti os olhos do Justin sobre mim enquanto eu conversava com a Jullie contando lhe sobre a visita repentina do meu pai. Olhei para ele após um tempo e ele abriu um sorriso maravilhoso, retribui o sorriso e acenei para ele que acabou se destraindo no treino e levou uma pancada forte do John caindo no chão com tudo. Minha boca se abriu um pouco e se fechou logo que eu o vi correndo atrás do John para se vingar, eles corriam de um lado para o outro enquanto o treinador ficava apitando e mandando eles pararem.
            Eu e as meninas fomos até o vestiário feminino e nos trocamos, quando voltamos para a quadra os meninos não estavam mais lá talvez estivessem no vestiário tomando o banho para tirar o suor. Começamos o treino e ficamos treinando durante algumas horas, depois eu e as meninas ficamos conversando durante um tempo e quando o sol foi se pondo nos despedimos. Fui andando lentamente, eu estava exausta e a Jullie vinha a meu lado me contando as ultimas sobre seu relacionamento com o Adam. Vi um carro se aproximando e logo percebi de quem se tratava, não seria dificil de saber vendo a placa e aquele lindo Range Rover preto encostando-se ao nosso lado.
Justin: Posso rapitar você? – perguntou ele com um meio sorriso.
Eu: Que educado, ele pergunta se pode – comentei e ele sorriu fechando seus olhos e depois abrindo-os novamente.
Jullie: Por mim tudo bem – falou ela levantando as mãos como se estivesse se rendendo.
Eu: Juh, avisa pra minha mãe que eu estou com o Justin, tá? – falei depositando um beijo em seu rosto
Jullie: Pode deixar – falou ela sorrindo – Divertam-se.
            O Justin abriu a porta para mim e eu entrei me sentando ao lado dele, acenei para Jullie e depois ele iniciou partida.
Eu: Vai me levar aonde? – perguntei enquanto arrumava a mochila no meu colo – Eu preciso tomar banho – comentei enquanto me olhava pelo retrovisor.
Justin: Podemos passar na minha casa para você tomar banho e depois irmos jantar, o que acha da ideia? – perguntou ele me olhando e depois voltando sua atenção para a estrada.
Eu: Melhor – murmurei enquanto examinava minha roupa para ver se havia algo adequado.
            Assim que chegamos até a casa dele, ele estacionou e desceu dando a volta para abrir a porta para que eu saísse. Eu sorri e desci sendo surpreendida por ele me puxando para um beijo, após um tempo ele me conduziu até sua casa e pela primeira vez eu a veria. Entramos e era tudo bem organizado, tudo no seu devido lugar eu pensei que seria um pouco mais desarrumado.
Justin: O meu quarto é o utilmo do corredor, fique avontade – falou ele colocando as chaves em cima da mesa e depois indo até a cozinha.
            A casa era um pouco grande para alguém que no momento está morando sozinho, mas acontece que antes eram três e agora como ele está só parece exagerado. Fui andando até as escadas e subi lentamente prestando atenção no ambiente, era bem confortavel uma bela casa. Me perguntei se era ele que limpava ou se ele tinha alguém que limpasse para ele, fui até o quarto dele e estava tudo em ordem lá também. O banheiro era bem hostil e tinha um cheiro maravilhoso, era como se você estivesse em um campo cheio de flores com cheiros maravilhosos. Fechei a porta e joguei minha mochila no chão, tirei minhas roupas e minha toalha e depois tirei minha roupa e fui para o chuveiro. Liguei-o e a água quente caiu sobre meu corpo me dando uma paz interior que me fez suspirar de alivio, o dia havia sido cheio. Depois que terminei o banho saí do chuveiro e me arrumei ali dentro do banheiro mesmo, me vesti e já estava quase pronta passei uma maquiagem leve destacando os olhos e guardei tudo na minha bolsa novamente, depois coloquei uma sandália e peguei a bolsa.  Coloquei-a nas costas e desci para procurar o Justin, ele estava sentado com um copo de refrigerante nas mãos enquanto assistia um jogo de basquete e estava concentrado o bastante para não perceber que eu já estava ali.
Eu: Você que limpa a sua casa? – perguntei enquanto reparava na cozinha arrumada.
            Fiquei olhando a casa e nem percebi que ele me fitava boquiaberto abrindo e fechando sua boca várias vezes como se quisesse dizer algo, mas que não saia.
Justin: Vo... voc... você está linda – comentou ele e depois passou a mão eu sua nuca enquanto cerrava seus lábios me olhando atentamente.
Eu: Obrigado – falei sorrindo timida e depois ficou tudo em silencio – Vamos?
Justin: Ah... Claro, é vamos – falou ele atropelando suas palavras e eu sorri desfarçadamente.
            Ele foi na cozinha e colocou o copo sobre a mesa e depois desligou a TV e fomos andando até seu carro, como sempre ele abriu a porta para mim e como sempre eu agradeci seu cavalherismo. Ele iniciou a partida até um restaurante próximo a sua casa, nada muito estravagante um lugar bem calmo onde podiamos relaxar e comer sem intromissões. Assim que entramos fomos atendidos sem demora e depois ficamos sentados esperando chegá-los num silencio mortal.
Justin: E então como foi o seu dia? – perguntou ele quebrando o silencio enquanto esperavamos os nossos pedidos chegarem.
Eu: Foi maravilhoso e o seu? – perguntei empolgada.
Justin: Cansativo – falou ele fazendo biquinho – Posso saber como o seu dia foi maravilhoso sem mim? – perguntou ele todo cheio de si me fazendo gargalhar.
Eu: há-há engraçadinho – falei em um tom de deboche e ele sorriu – É que eu recebi uma ótima noticia...
Justin: Ótima noticia... – repetiu ele gesticulando com as mãos para que eu continuasse.
Eu: Meu pai está vindo passar uns tempos aqui – falei batendo meus pés freneticamente sobre o chão tentando conter um grito.
Justin: Ah, sério? – perguntou ele e engoliu seco parecia preocupado.
Eu: Verdade – respondi empolgada – Minha mãe liberou a casa, ele quer ver como estamos e quer conhecer você.
Justin: Me conhecer? – perguntou ele engolindo seco novamente.
Eu: Relaxa Jay, eu e minha mãe achamos que ele vai gostar de você – comentei tentando fazê-lo se acalmar mais.
Justin: Tomará – murmurou ele tenso – Eu não tenho muita sorte com pais.
Eu: Seja você mesmo, mas seja menos tarado, aí que meu pai vai gostar de você – falei e ele sorriu de lado do meu comentário.
            A nossa comida chegou e enquanto comiamos ficamos conversando e eu lhe contei mais sobre meu pai, sobre o que ele gostava nas pessoas e disse para ele ser ele mesmo e não tentar passar uma expressão falsa para meu pai, aliás, ele não gostaria de saber que o Justin estava agindo de certo modo apenas para agradá-lo. Foi ficando tarde enquanto conversamos e o Justin tirava suas duvidas sobre a separação dos meus pais, ele pediu para fechar a conta e depois foi pagá-la. Fomos até o estacionamento do restaurante, ele deu a caixinha para o manobrista que agradeceu e sorriu para mim, durante a partida continuamos falando sobre meus pais.
Justin: Então quer dizer que não teve um motivo ao certo para a separação do seus pais? – perguntou ele enquanto mantinha seus olhos na estrada.
Eu: Não exatamente – falei enquanto brincava com as pontas do meus cabelos – Minha mãe dizia que e não era feliz com o meu pai.
Justin: E você sabe por quê ela não era feliz com ele? – perguntou ele me olhando durante um tempo e depois olhando novamente para frente.
Eu: Ela me dizia que quando eu me casasse eu saberia – comentei e ele sorriu de lado.
Justin: Você acha que se um dia você casar comigo, você será infeliz? – perguntou ele e eu dei uma pousa enquanto pensava na reposta, apesar de saber qual seria.
Eu: Eu não sei – falei por impulso e ele respirou fundo e depois ficou em silencio.
            Seguimos a metade do caminho assim, em um silencio profundo que se ouvia apenas a respiração forte dele e ele parecia frustrado com a minha resposta.
Eu: Não tem como saber Justin – falei após um tempo – Minha mãe disse que só se sabe isso depois que você se casar com a pessoa, porque a partir disso vocês serão um só e estarão predestinados a ficarem juntos até que a morte os separe. Só que não é mais assim nos dias de hoje – era antigamente – porque as pessoas não dão o mesmo valor ao matrimonio, até porque a pessoa que você que escolhe nem sempre é pessoa certa.
Justin: Eu jamais faria você infeliz – murmurou ele quase que em um surro, mas eu consegui ouvir perfeitamente.
Eu: Eu não quis dizer isso Justin, é que a convivencia ou algo na pessoa pode deixar você triste o suficiente para achar que seu casamento é uma droga – expliquei e ele respirou fundo – Não que posso ser o nosso caso – conclui e ele sorriu de lado.
Justin: Mas você achava que seu pai era um bom marido para sua mãe? – perguntou ele mudando o assunto e voltando ao que estava discutindo.
Eu: Ao meu ver ele era um bom marido e além de tudo um bom pai – respondi sem pensar muito – O único problema mesmo é que ele era ausente, não estava sempre ao nosso lado e isso fazia parte da infelicidade da minha mãe. Ela sempre dizia que quando se casou queria um marido para ela, para cuidar dela e não para deitar ao lado dela toda a noite e deixá-la sozinha na maior parte do tempo.
Justin: Sei o quanto é dificil ver os pais brigando – falou ele e depois respirou, parecia se lembrar das brigas de seus pais – Mas sabia que quando meus pais se separaram eu até que entendi, eles não estavam feliz e agora eles estão e isso é bom.
Eu: O problema é que meus pais não estão felizes – falei olhando pela janela os carros que passavam ao nosso lado – Meu pai vive se lamentando por não ter sido um bom marido e minha mãe, ela não para de falar do meu pai um minuto se quer – falei sorrindo de lado ao me lembrar de quantas fezes eu já presenciei isso – Eles estão separados por besteira, no primeiro aperto já desistiram de tudo sem nem pensar o quanto um amava o outro e no quanto um faria falta ao outro. Eles são durões demais para dar o braço a torcer, são pais demais querendo apenas me fazer crer que uma decisão dura para sempre.
            Ele riu das coisas que eu disse e até eu mesma acabei rindo, até porque sairam algumas coisas clichês da minha boca, mas coisas que eram reais. Chegamos na frente da minha casa e ele estacionou e depois ficamos em silencio por um tempo.
Justin: Venho te ver amanhã a tarde – falou ele e depois selou seus lábios aos meus suavemente seguidamente pedindo passagem com sua lingua.
            Concedi e o beijo durou o suficiente para nos deixar sem ar, depois me despedi e segui até a porta de casa. Acenei para ele que retribuiu e depois ligou seu carro iniciando a partida, entrei  e a casa parecia estar sozinha. Subi as escadas sem fazer barulho e quando abri a porta do quarto me deparei com a minha mãe dormindo, fui até ela e depositei um beijo em sua testa e sussurrei um “Boa noite” cobrindo-a com seu cobertor já que seu quarto estava frio. Fechei as janelas e depois fui para o meu quarto me preparar para dormir, coloquei meu pijama e depois me deitei olhando fixamente para o teto pensando em tudo o que havia acontecido. Não demorou muito e o sono me tomou me levando inteiramente para um mundo de descanço e tranquilidade. 
----------------------------------------------------------------------------------------------
Eu sei... Eu sei... Eu demorei uma vida para continuar a fanfic. Mas é que o número de comentários que eu pedi demorou também e chegou justamente quando eu estava aniversariando e eu não tive tempo para criar u_u Desculpem mesmo amores, deixei vocês no castigo né :/ Mas voltei e espero recompensar a demora :) Boa leitura e até a próxima postagem!


 - Olhem a postagem anterior sonhadoras, agora toda vez vocês olhem as anteriores porque eu vou responder os comentários por lá agora :) 


Ei, aceito feliz aniversário atrasado hein u.u haha ><' Meu aniversário foi dia 04 né, mas o que vale é a intenção :) 2bjs minhas lindas :* 


15 comentários...

36 comentários:

Anônimo disse...

@LuianeKristine
VOCÊ ME PAGA POR TANTA DEMORA.

FanFictions - Justin Bieber on sábado, abril 07, 2012 disse...

Awwwwwnt que capítulo perfeito *_* QUERO MAIS ~~ lala~~

I'M NUMBER ONE HERE,BITCH szsz

Anônimo disse...

Nossa valeu a pena esperar esse tempinho muito bom, foi um big post né? hahaha perfeito

@_BeliebersDoJB

Cathy Dourado on sábado, abril 07, 2012 disse...

que big post hein amr? '0' kk
CONTINUA LOGO OK? Não demora de novo não falou? Rum -.- haha
@Next2JBiebs :3

Maiara Cremer on sábado, abril 07, 2012 disse...

PARABÉÉÉNS ATRASADO DIVA... tdo de bom, que Deus te abençoe e ilumine sempre ... que todos os seus sonhos se realizes ;P

P.S: Continua ><

Thayla Borges on sábado, abril 07, 2012 disse...

Parabéens , eu nem sabia amoor dsculpa :// . Ta super desculpada pelademora. E eu tambem fui ler o outro capitulo ontem ... semana de prova super corrida.

mimillinha disse...

Parabéns que Deus te abençoe e ajude a realizar todos os seus sonhos ♥♥♥! e mudando totalmente de assunto eu AMO Turn up the music do chris *-*

@BeliebersdoJB on sábado, abril 07, 2012 disse...

*--* perfeito xarazinha ;) e pelo tamanho do cap. tu ta super desculpada pela demora ! e pooxa foi seu aniversario tbm neh HAHAHA

Duda Schaefer on domingo, abril 08, 2012 disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAH CONTINUA PELO AMOR DE CRISTO BIEBER !! PARABÉNS MEU AMOR !!

Mychelle Sena on domingo, abril 08, 2012 disse...

aeeeeeeeeeeee FELIZ NIVER ATRASADO AMR...q Deus te abençoe sempre,e que seus sonhos tornem sempre realidade,muita paz,amor,alegriaaa,resumindo tudo de bom para vc!!!!!ahhh q capitulo perfeitooo big né?rsrs continua e nao demora ha

Anônimo disse...

aeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeeee (:
amei, perfeito, td de bom, bj bj bj linda <3
@SelenaMyLifeBR

Caah on domingo, abril 08, 2012 disse...

continua ta lindooo'

Anônimo disse...

Nossa to amando demais amor, continua pfvr ?
@KidrauhlMyHeart

Fashion World on domingo, abril 08, 2012 disse...

Amor poe umas brigas ai, pra ficar emocionante u_u bjs amo seu blog

paloma on segunda-feira, abril 09, 2012 disse...

eu amo mt o seu blog continua e segue ai é novo http://vclovejb.blogspot.com.br/

Anônimo disse...

CHEGA, CHEGA, EU NAO AGUENTO MAIS ESPERAR ESSA PORRA, VC DEMORA MUITO P POSTAR, ADEUS

Anônimo disse...

OMG ! ! Vai se ferrar tbm néh. . . Se você não gosta desse #IB ou do jeito que ela escreve e talz, você já deveria deixar de ler há muito tempo, Depois fica aí reclamando e falando coisas que eu acho que você não gostaria que falassem pra você, fica usando palavras que vão estar sendo desperdiçadas no ar, porque ninguèm se importa com gente mal educada tipow VOCÊ ! Então querido ser, faz favor de se enxergar okay ?! Vai falar palavrões no ouvido da tua mãe tá bom ! Ninguém aquie é obrigado a ler as MERDAS que você escreve ! ! Tenha um bom dia ! 2 Beijjos aos Haters.. By: Uma Belieber ..

Anônimo disse...

Amoooooor tá tudo perfeito ! Continua ! To suuuper ansiosa pro próximo capítulo ! E Happy Birthday Sua linda ! Tudo de bom pra voooocê ! <3:D

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aiin amoore, que maldade :/ Eu postei um grandão ainda pra recompensar, poxa era meu aniversário né ><' Dá um desconto *-* K K K K K

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww minha bebê que bom que gostou *-* E até tem mais pra você ;) MINHA NUMBER ONE! K K K K s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aiin amor que bom que você pensa assim :) Nus que bom hein, que bom que você pensa assim \o/ Pra recompensar a demora eu decidi fazer um big né, nada mais justo! s2' Obrigada hein :*

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Pois é, me superei u_u Continuando e dessa vez nem demorou viu --' K K K K K s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aiin valeu amoor :) Diva eu?! KKKKKKKKKKKKKKLARO QUE NÃO, DIVA É VOCÊ U_____U Aww amor desejo tudo em DOBRO pra você hein, obrigada mesmo s2' Continuando aqui :*

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Obrigada :) Ah sem problema amor, ooooh que boom hein UFFA! haha Vishi eu tbm to tendo umas provas e sabe como é né :x Tenso demais, mas eu vou me virando como posso :*

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww obrigada amoor *-* Desejo tudo em DOBRO pra você viu minha linda :) Aiin eu tbm amo Turn up the music, mas na real eu A M O mais ainda o vídeo pq né... OMB Na boa, eu amo o Chris Brown U_U K K K K

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww perfeita é você minha linda *-* Aiin que bom amoor ;) Juro que eu pensei que iam jogar paus e pedras em mim pela demora AHSUHAUSHAUSHA Pois é mew, eu tava ficando velhinho :/ K K K K K Obrigada amor e 2bjs s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Continuando aqui amor ;) Aww obrigada minha sonhadora linda !! s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

AAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAAA OBRIGADA MEU AMOR, DESEJO TUDO EM DOBRO PRA VOCÊ ! CLINDA VOCÊ :') TUDO DE BOM PRA TI TBM! Aww amor que bom que gostou hein e continuando aqui sem demora K K K K

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww minha Selenator *---* Que bom que gostou amor e pfta é você U___U Dreamer maravilhosa! Tudo de bom pra você tbm! 1564516546514654651bjs minha gatinha ♥

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww obrigada minha linda *-* Continuando... s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aiin que bom bebê, obrigada mesmo *OOOOO* Continuando baby s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Coloquei uma briguinha de leve aí amor \o/ K K K K K Minha sonhadora barraca U____U beijoos :* Amo você s2'

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww minha linda obrigada hein ;) Já estou seguindo o blog :D xoxo

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

1º anônimo: Eu quero apenas dizer para você que eu não fico te obrigando ou obrigando ninguém aqui a ler a fanfic, se você está insatisfeita com o tempo que eu levo para postar eu não posso fazer nada e se você não quer mais ler eu também não posso fazer nada, porque você que decidi o que faz ou não da sua vida. Eu demoro muito as vezes porque assim como você eu tenho uma vida minha querida e eu preciso vivê-la e não é sempre que estou bem para vim aqui e postar, então se você fosse um pouco mais humana entenderia que não é todo dia que sua vida está as mil maravilhas! Agora se você acha certo vim aqui e escrever essas baixarias no blog e ainda em anônimo é problema seu, porque isso pra mim é uma coisa ridícula de uma pessoa sem EDUCAÇÃO e eu tenho certeza que sua mãe te deu, mas você que não aprendeu né --' Pense bem antes de você entrar nas coisas dos outros insultando as pessoas, porque você pode não gostar, mas há pessoa aqui que gostam muito e eu não estou aqui para fazer seus gostos :) Só isso mesmo pessoinha! 2beijos pra você e ADIOS! xoxo

2º Anônimo: Ei minha linda eu quero agradecer muito a você por ter defendido o blog, eu não sei quem é você ao certo, mas sei que é uma das minhas sonhadoras e por isso quero agradecer mesmo por tudo o que você disse. E o que eu poderia dizer depois disso tudo que você falou?! KKKKK Você disse tudo e muito mais do que iria dizer ;) Obrigada mesmo amor!Eu concordo muito contigo, tudo o que você disse foi demais 245645641654beijos pra você sonhadora! XOXO

Mesnina on terça-feira, abril 10, 2012 disse...

Aww bebê obrigada heein! Prontinho pode matar a curiosidade do 72 \o/ Aiin valeu amor, tudo de bom pra você tbm minha linda! s2' XOXO

Anônimo disse...

waaaaaans sua linda, obrigada !
depois eu te digo quem eu sou, Rs'
Beeijos pra você sua fofa ^^
xoxo

Postar um comentário

Ei, que tal deixar um comentário na história? Não dói e faz bem ao coração do autor :)

 

* Only Imagine Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos