domingo, 13 de maio de 2012

Dreams - Part. 77

Postado por @slaysdrauhl às 18:42
Reações: 
A coisa mais fofa do mundo o Justin cantoralando pra mim com sua voz de anjo enquanto seus olhos castanhos claro vinha de encontro aos meus, assim que chegamos perto da porta da minha casa ouvi minha mãe gritando e olhei pro Justin confusa. Abri a porta as pressas e vi a única coisa que não queria ver, não mais...

            Quando entrei e vi a cena que mais me machucava, que me machucou durante anos da minha vida senti meu corpo bloquiar e se quer eu conseguia pensar em me mexer ou dizer alguma coisa. Eles gritavam um na cara do outro e falavam coisas que mechucavam talvez mais a mim do que a eles mesmos, enquanto eu apenas respirava fundo e repitia para mim mesma em pensamento.
“Acorda, acorda. Isso é só mais um pesadelo.”
            Ouvi o Justin me chamar, mas não consegui me mover, ele chamou mais vezes e logo a voz dele foi ficando como som de fundo até sumir por completo. Eu não ouvia absolutamente mais nada, apenas via eles se moverem e a boca se movendo enquanto a agressão verbal saia pela boca das pessoas mais importantes da minha vida. Enfim consegui me mexer e bati a porta com tudo chamando assim a atenção deles que me olharam, aquele olhar arrependido que se quer me comoveu, não daquela vez.
Mãe: (SeuNome) – falou ela estendendo a mão tentando me tocar e eu apenas recuei.
Eu: Você prometeu – sussurrei enquanto dava passos para trás – Você prometeu, você prometeu, você prometeu...
            Fiquei repetindo isso em sussurros enquanto meus olhos se enchiam de lágrimas e eu tentava contelas o suficiente para não chorar, não na frente deles.
Mãe: Filha – murmurou ela tentando chegar perto de mim novamente.
Eu: Mentirosa – sussurrei e depois fui correndo pra escada entrando no meu quarto e trancando a porta.
            Me joguei na cama e apenas chorei, me lembrei de quando criança que eu tive que ver eles se separarem e apenas ficar na minha, sem dar minha opinião, sem poder dizer se quer com quem eu queria ficar. Sendo obrigada a fazer as vontades do tribunal, sendo obrigada a passar menos tempo com um e mais com outro, aprender a vê-los longe um do outro, sem aquele carisma todo e carinho que eu recibia de ambos, sem sentir o que é ter pais juntos. Eu queria que eles parassem de brigar, que talvez podessem repensar na decisão, mas não eles eram cabeça dura demais pra voltarem a estar juntos. As cenas boas e ruins passavam em minha cabeça como se eu estivesse vendo um filme do meu passado e aquilo só me fazia chorar ainda mais, me lembrei de quando eles me levavam pra escola, pro trabalho, quando jantavamos fora, quando íamos pra casa da vovó nos dias de domingo e as lágrimas saiam instantaneamente enquanto soluços escapavam de minha garganta. Eu os amava, amava meus pais mais que tudo e queria que tudo fosse como antes, era o meu maior sonho, era tudo o que eu mais queria e vê-los brigando me fez ver que nem tudo na vida é um completo sonho, que nem tudo saí como queremos mesmo quando temos mente o suficiente pra fazer nossas proprias escolhas. Ouvi baterem na porta, mas eu não conseguia se quer me mover para abrir.
Justin: Me deixa entrar por favor – falou ele batendo na porta e girando a massaneta tentando abri-la.
            Me levantei após um tempo e abri-a seguidamente ganhando um abraço que só me fez chorar ainda mais.
Justin: Eu sinto muito – sussurrava ele me apertando ainda mais em seu braço – Não vou pedir para parar de chorar, porque você precisa disso, então apenas desabafe da maneira que quiser – sussurrou ele depositando um beijo no alto da minha cabeça.
            Ficamos assim durante um tempo e depois ele me levou até minha cama e deitou-me em cima do seu peito, eu já estava mais calma, mas ainda escorria algumas lágrimas pelos cantos dos meus olhos. Após um tempo ouvi-o começar a cantarolar enquanto mexia em meus cabelos.

I never thought that it'd be easy,
Cause we're both so distant now,
And the walls are closing in on us and we're
wondering how,
No one has a solid answer,
But we're just walking in the dark,
And you can see the look on my face, it just tears me
apart.
So we fight, (so we fight)
Through the hurt, (through the hurt)
And we cry and cry and cry and cry,
And we live, (and we live)
And we learn, (and we learn)
And we try and try and try and try!

Enquanto o ouvia cantar eu apenas sentia vontade de chorar novamente, sua voz calma enquanto ele cantava suavemente proximo ao meu ouvindo.

So it's up to you,
And it's up to me,
But we'll meet in the middle, on our way back
  down to earth,
Down to earth
Down to earth
On our way back down to earth,
Back down to earth

            Não pude mais conter minhas lágrimas, a letra era completamente perfeita e parecia descrever a vida dele. As coisas que ele deve ter passado em seu passado e pensar que um dia se quer ele sofreu tanto assim como eu estou sofrendo agora me fez querer chorar mais e mais. Enquanto eu chorava baixinho ele apenas cantava e se quer se interrompia e quando eu soluçava ele apenas me apertava mais contra seu peito.

Momma, you were always somewhere,
And Daddy, I live out of town,
So tell me how could I ever be, normal somehow?
You tell me this is for the best,
So tell me why am I in tears?
Whoa, so far away and now I just need you here,

So we fight, (so we fight)
Through the hurt, (through the hurt)
And we cry and cry and cry and cry,
And we live, (and we live)
And we learn, (and we learn)
And we try and try and try and try!

So it's up to you,
And it's up to me,
But we'll meet in the middle, on our way back
 down to earth,
Down to earth
Down to eath.
On our way back down to earth, (on our way back down to earth)
Back down to earth (x8)

            Percebi  que aquela música apenas se tratava da separação dos pais dele e me lembrei que ele já passou por tudo o que eu já passei mais não quero aceitar, percebi que também era dificil pra ele assim como é dificil para mim ver meus pais separados, mas que ele havia aceitado a escolha deles mesmo assim.

I felt so far away,
From where we used to be,
And now we're standing,
And where do we go,
When there's no road,
To get to your heart,
Let's start over again!

So it's up to you,
And it's up to me,
But we'll meet in the middle, on our way back
 
down to earth, Down to earth, (down to earth) Down to earth, on our way back down to earth,

I never thought that it'd be easy,
Cause we're both so distant now,
And the walls are closing in on us and we're
 
wondering how?
 

            Quando ele parou de cantar respirou fundo enquanto eu apenas chorava, chorava por vários motivos. Querendo ou não aquela música apenas me fez lembrar de tudo o que aconteceu, de tudo o que eu passei, de tudo o que ele também passou. Não dava para controlar, não dava para se quer pensar em parar. Eu apenas via um flashback passando diante dos meus olhos, cada momento, cada sorriso e cada dor que meus pais e eu sentimos durante aquele momento ruim. Eu tinha que ver minha mãe chorar, tinha que ver meu pai chegando em casa bebado e arrumando brigas, tive que ficar longe deles pro meu próprio bem. Tive que mudar minha vida por completo, que aceitar a minha “nova” realidade que nunca entrou em minha mente, era algo fora de cogitação uma decisão que eu não pude partilhar, algo que eu não queria que acontece e mesmo assim acoteceu. Eu pensava e pensava e se quer conseguia ouvir algum tipo de barulho, nem meus soluços e nem as batidas do meu próprio coração. Eu estava imersa em um mundo de dor, torturando a mim mesma lembrando o passado, onde aquilo tudo iria me levar!? O que eu poderia mudar!? Tudo estava sobre meus olhos o tempo todo e eu nunca se quer percebi. A família que eu tinha antes ficou para trás, agora eu precisava viver o presente, o presente que eu não queria que existisse, mas que existia e eu precisava aceitá-lo e conviver com isso. Não percebi quando adormeci, eu apenas fui me acalmando até que permanecer sobre sono profundo, no único lugar onde consegui tranquilizar meu coração e meus pensamentos, onde se quer eu conseguia pensar em nada de ruim, apenas aproveitar o momento de descanço. 


 Eu sei que demorei demais dessa vez :x Eu estive doente, cheia de problemas na vida e minha mãe me deixou de castigo durante um tempo por conta de uma briga que eu tive com meu irmão mais velho. Então amores se quer eu tive tempo pra pensar em criar a fic, não tive tempo e nem cabeça já que tinha um monte de coisa e minha mente se quer conseguia processar alguma coisa. E pra não fazer qualquer coisa eu decidi esperar as coisas se acalmarem mais pra eu voltar a escrever, me desculpem mesmo pela demora e agora que eu estou bem melhor vou tentar recompensar essa demora toda. Espero que gostem dessa capitulo e comentem bastante e que vocês não me abandonem nunca, nunca mesmo, porque eu preciso muito de vocês :/ Aqui é o único lugar onde eu me sinto querida, fico sorrindo boba com os comentários e me deixa tão feliz saber que vocês gostam do que eu faço :') Então por favor minhas sonhadoras, jamais me abandonem, vocês são muito importantes pra mim, muito mesmo. Amo vocês demais, vocês fazem parte de tudo isso e até da minha vida já. Obrigado por tudo mesmo e até a próxima postagem ! 

Stories Beliebers ∞   Aiin seja bem vinda sonhadora *-* Nus muito obrigada mesmo hein, clinda você *o* Vou dar uma lida na sua ib assim q tiver um tempo amor, aí te digo o que eu achei :) Muito obrigada s2'

Vitoria  Seja bem vinda minha linda! Aiin clinda tu véi, na boa amei teu comentário demais. Perfeita é tu mesmo e muito obrigada por tudo mesmo. Espero que esteja aqui sempre colorindo o blog sonhadora s2'

Lubs Bem vinda amoore, desculpa a demora pelas boas-vindas é que eu esqueci e tals :x Cheia de coisa na cabeça também, mas mesmo assim muito obrigada mesmo pelo comentário lindo :) Obrigada sonhadora s2'

 Mais de 15 comentários...

19 comentários:

lanay on domingo, maio 13, 2012 disse...

Perfeito como sempre! OMG o uso da musica Down to earth se encaixou perfeitamente! Ameii *--------*

Anônimo disse...

pft, sem mais. @LLuianeKristine

@BeliebersdoJB on domingo, maio 13, 2012 disse...

Se encaixo cmg esse cap. :/ perfeito, perfeito mesmo xara.

STAY STRONG XARAZINHA (YN)

Anônimo disse...

Parabéns muito perfeita, continua pfvr! sem problemas pela demora, xoxo :* @justinpepino

Mychelle Sena on domingo, maio 13, 2012 disse...

muiito perfeita tipo ta desculpada pela demora e tals kkk muiito perfeito capitulo #tenso hein? continuaaaa e naum demora

@_BeliebersDoJB on segunda-feira, maio 14, 2012 disse...

o capítulo compensou a demora toda KKKKKK e nem demorou tanto assim, e posso dizer por mim, que enquanto você estiver nesse blog, EU nunca vou te abandonar como leitora, sempre que precisar de um tempo, pode tirar esse tempo pra você, afinal sua vida não está só aqui no blog não é?

=)

Vicklatingirl on segunda-feira, maio 14, 2012 disse...

Nossa muito lindo , continua logo

Clara on segunda-feira, maio 14, 2012 disse...

nunca vou te abandonar bebe. Esse cap foi tenso, nossa. Eu tbm não entendi muito bem :: kkk eu sou lerda! Bjs amor
@swagueira

Clara on segunda-feira, maio 14, 2012 disse...

nunca vou te abandonar bebe. Esse cap foi tenso, nossa. Eu tbm não entendi muito bem :: kkk eu sou lerda! Bjs amor
@swagueira

Caah on segunda-feira, maio 14, 2012 disse...

Lindo o capitulo!!
Nunca vou te abandonar , I love you too !
Beijoos

Mychelle Sena on terça-feira, maio 15, 2012 disse...

ohh flor vc pode seguir e comentar esse blog?? e se der divulga tbm http://wafe-of-love.blogspot.com.br/2012/01/that-lasts-forever-tedio.html

Anônimo disse...

Perfeito adorei que vc usou Down to Earth !!!!

Anônimo disse...

haaaw, amor, tá muuuito perfeito ! [//me desculpa por as vezes não comentar :/
By:Gabi <3

Anônimo disse...

Own muito lindo Biah, como sempre né :) Parabéns mesmo esta tudo perfeito, seu ib é o melhor sem dúida. Beijos e não demore para postar u___u

Anônimo disse...

perfeitissimaaaaaaaaaa

Anônimo disse...

PODE POSTANDO, TEM 16 U_U

Anônimo disse...

Leitora nova... Sua fic é a melhor, sério. Você escreve muito bem :e Tipo, é muito legal mesmo... E o design do seu blog é você qe faz?? Se não for me passa o site, cara eu preciso de um desing e o seu é INCRIVEL!! Continua logo hein' Beijos :g
Bruna

Anônimo disse...

CONTINUAAAAAAAAAAA LOGOOOOO PLEASEEEE!!! :j

Pacientes do Bieber on sábado, maio 26, 2012 disse...

amor nos ajuda a divulgar a nossa IB? Adoro a sua Ib, pacientedobieber.blogspot.com Obrigada viu? s2

Postar um comentário

Ei, que tal deixar um comentário na história? Não dói e faz bem ao coração do autor :)

 

* Only Imagine Copyright © 2012 Design by Antonia Sundrani Vinte e poucos